domingo, 12 de março de 2017

Eficacia ninense foi a chave de nova vitoria


O Ninense levou de vencida o Maria da Fonte por duas bolas a uma e ascendeu ao terceiro posto da classificação.
Num jogo marcado por muito vento , os primeiros minutos foram de estudo mutuo, com as duas equipas a procurarem o erro do adversario. Socrates teve no pé direito oportunidade para inaugurar aos 20 minutos, mas o remate saiu a tirar tinta ao poste da baliza de Talaia. No entanto , dois minutos volvidos, os homens da casa adiantavam-se mesmo no marcador por intermedio de Paulo Ricardo com um belo chapeu a Talaia.
Paulo Ricardo (na imagem) foi o autor de um grande golo de chapéu a Talaia
Embora com poucas chances de golo, os visitantes empataram ao cair do pano do primeiro tempo por intermedio de Figo, após cruzamento de Bruno Filipe. 


Numa segunda parte dividida, o Ninense capitalizou melhor as oportunidades de que dispôs. Ainda assim , Miguel, isolado perante João Sampaio teve a perdida da tarde no reatar do segundo tempo, com o guardião ninense a fazer a defesa da tarde. Não marcaram os visitantes, regressou a eficacia do melhor ataque da prova e Rui Gomes á passagem da hora de jogo marcou o tento da vitoria com mais um belo remate a deixar pregado no chão Talaia.  
Um golo muito festejado em todo o recinto, já que permitiu a ascensão da equipa de Hugo Santos, ainda que de forma provisoria, ao terceiro posto da classificação.
Sobre o trio de arbitragem há pouco ou nada a dizer. Uma actuação sobria e discreta , ao nivel dos intervenientes de jogo. 


"  O vento foi um factor extra que prejudicou duas equipas que gostam de jogar um futebol mais apoiado, mas foi uma excelente vitoria da nossa parte. Na antevisão já tinha dito que em caso de derrota não iria morrer ninguem e pela mesma razão não irão haver festejos redobrados. Vale três pontos , perante uma excelente equipa , mas a nós resta-nos continuar o nosso caminho, tentando manter a serie de jogos sem perder e sobretudo brindando os nossos adeptos que nos têm apoiado sempre em todos os campos e em todo o lado"
Hugo Santos , treinador do Ninense 

" Estes jogos são sempre jogo de tripla. Se calhar resume-se á eficacia; nós , numa primeira parte de força , lutamos contra o vento e contra o Nine. Conseguimos chegar algumas vezes á baliza, mas depois num erro nosso , nasce o golo do Paulo Ricardo . Ainda assim, não acusamos esse tipo de pressão e continuamos a manter a mesma estrategia. Chegamos ao empate , com alguma justiça. A segunda parte tivemos uma perdida incrivel, e depois veio a eficacia do Nine novamente. Se calhar até poderiam ter ampliado o marcador com um lance do nosso guarda-redes, mas nessa altura o jogo já estava incaracteristico. Se calhar o empate ajustava-se melhor" 
Roger Bastos , treinador do Maria da Fonte


Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Complexo Desportivo de Nine

AD NINENSE 2 – SC MARIA DA FONTE 1 

Arbitro : Nicolas Gerald auxiliado por Rui Ribeiro e Sergio Carvalho 

Pelo Ninense jogaram: Sampaio, David , Martins, Paulo Ricardo, Tiago Oliveira, Xavi, Venú, Rochinha (João Dias  67 m), Jonas, Rui Gomes (Jorginho 90+1 m) e Socrates (Christophe 80 m).
Treinador: Hugo Santos

Pelo Maria da Fonte jogaram: Talaia, Bruno Oliveira, Rui (Tiago Carneiro 79 m), Henrique, Bruno Rocha, Gil, Miguel, Figo (Rafa 67 m) , Rampa (Rui Jorge 86 m), Bruno Filipe e Diogo.
Treinador: Roger Bastos 

Marcador:  Paulo Ricardo ( 24 m) , Figo (40 m) e Rui Gomes (60 m).

Disciplina :Amarelos : Jonas (29 m), Rochinha (37 m), Christophe (42 m), Talaia ( 43 m).



Sem comentários:

Publicar um comentário