domingo, 14 de dezembro de 2014

Seniores de volta aos triunfos frente ao Brito



Onze titular na vitoria frente ao Brito
Seniores do Ninense voltaram aos triunfos na vitoria caseira sobre o Brito por tres golos a dois, naquele que foi provavelmente o melhor jogo da temporada dos pupilos de Joao Fernando.

O jogo nas Taipas deixara algumas marcas no plantel , e Joao Fernando teve de mexer na equipa, fomentando uma dupla inedita com os centrais Hugo Pinheiro e Alexandre, face ás ausencias de China e Tiago Oliveira. Na frente de ataque apareciam Cesario e Dennis no onze titular. 
A primeira parte teve um sentido unico no desafio , com o Ninense a assaltar a muralha defensiva dos vimaranenses e onde a desvantagem apenas pela margem minima ao intervalo acaba por ser muito lisonjeira para os visitantes.
Logo aos dez minutos, combinação entre Joao Filipe e Cadete , e este ultimo a servir Dennis , que remata a centimetros do poste. Pouco depois seria Cadete em duas oportunidades , mas ambos os remates saíram ao lado das redes do guarda-redes visitante Manel. Minutos volvidos, seria Cesario a rematar ao lado, após bom centro de Cadete. O golo ninense adivinhava-se, e já perto do intervalo, Joao Filipe marcava á sua antiga equipa, num golo de oportunidade após jogada individual de Cadete.
Joao Filipe marcou golo á sua antiga equipa
 O intervalo fez bem aos visitantes, que tentaram pegar as redeas do jogo. No entanto, logo aos quatro minutos da etapa complementar , Meira assina um grande golo de cabeça, dilatando o marcador. 

Meira cabeceou entre os centrais e marcou grande golo
 Dois minutos volvidos , o mesmo jogador tem nos pés o terceiro golo, mas o remate sai ao lado. Era um Ninense muito forte e personalizado que dominava por completo o adversario, mas aquela que parecia um vitoria tranquila e incontestavel dos ninenses , acabou por não acontecer , com a ultima meia hora da partida com grande intensidade e sobretudo com muitos golos. Ao quarto de hora, o Brito reduz de grande penalidade por intermedio de Ricardo Cruz, praticamente na primeira vez que se acercara da baliza de Andre Ferreira. Dez minutos volvidos, e nova grande penalidade assinalada a favor do Brito , com o central ninense a ser punido com segundo amarelo e consequente expulsão. Ricardo Cruz somaria o segundo da tarde e da sua conta pessoal. A equipa vimaranense quase que sem saber ler nem escrever, acabara de chegar ao empate e agora tinha mais uma unidade em campo. E ao contrario do que se poderia esperar, foi sempre o Ninense , mesmo com menos um em campo , quem procurou a vitoria.
Com menos um central, Joao Fernando teve de assumir decisões, e substituiu Dennis por Vitor Martins no centro da defesa, que assim cumpria os primeiros minutos da temporada. 
Faltavam escassos minutos para o final da partida, e na sequencia da marcação de um livre direto, o jovem Vitor Martins aparece frente á baliza e cabeceia de forma fulminante, deixando pregado no chão o guarda-redes forasteiro.  
Golo de Vitor Martins foi muito aplaudido no estadio
Mais que algum tipo de justiça poética, era o golo merecido da unica equipa que jogou para ganhar, e que mesmo em momentos de adversidade soube levantar a cabeça e procurar o triunfo. Já nos descontos finais, as equipas ficam ambas com dez unidades em campo, após agressão de Leandro a Joao Dias e consequente expulsão. 
O Ninense despede-se em 2014 do campeonato com uma vitoria, já que no proximo Sabado desloca-se a Pevidem em jogo a contar para a Taça AF BRAGA. 



"Fizemos um primeira parte de grande nivel, com um resultado escasso de um a zero ao intervalo.  O adversario entrou bem na segunda parte, mas rapidamente nos reencontramos e fizemos o dois a zero. Poderiamos inclusive chegar ao terceiro que nos permitiria alguma tranquilidade, mas não conseguimos. Depois apareceram as duas grandes penalidades. No primeiro lance ,nada a dizer, mas penso que não existe a segunda grande penalidade, onde acabamos por sair duplamente penalizados, com o segundo golo do Brito e a expulsão do Alex. Depois foi o inconformismo da equipa e sentido de injustiça que falou mais alto e que nos permitiu chegar ao triunfo. O Vitor entrou bem na partida, e acabou por marcar o golo do triunfo. Este golo serve-lhe seguramente de alento, ele que esperou pela sua oportunidade de jogar. Agora vamos jogar para a Taça na proxima semana e, em tempo de Natal, tentar dar novas alegrias aos ninenses. Os jogadores estão de parabens, depois de uma semana conturbada com a saída de alguns jogadores, a equipa correspondeu dentro das quatro linhas "
Joao Fernando, Treinador do Ninense

Ficha do Jogo 

Complexo Desportivo Ninense

AD NINENSE 3  BRITO SC 2 

Arbitro : Vitor Barbosa com Filipe Lamela e Marco Norte

Pelo Ninense jogaram:  Andre Ferreira, Hugo Pinheiro, David, Alex, Joao Dias, Meira, Cadete, Barroso, Joao Filipe ( Luis Tiago 75 m), Cesario (Peixoto 88 m), e Dennis ( Vitor Martins).
Treinador: Joao Fernando 

Pelo Brito jogaram: Manel, Gil, Leandro, Ricardo Cruz, Meira ( Dinis 83 m), Freitas , Matias (Vitinha 22m), Andre, Vitor Hugo (Nexa 53 m), Joao Ribeiro e Luis.
Treinador : Andre Pereira

Marcadores:  Joao Filipe (37 m), Meira (49 m), Ricardo Cruz (59m + 68 m) e Vitor Martins (81 m).

Disciplina: Amarelos:   Vitor Hugo ( 32 m) , Meira (34 m), Alex (42m + 68 m), Andre (57 m), Andre Ferreira (59 m), Joao Ribeiro (62 m), Cesario ( 64 m), Vitinha (78 m), e Joao Dias (84 m). 
              Vermelhos:  Alex ( por acumulação ) e Leandro ( vermelho direto 90 + 3 m ).


domingo, 7 de dezembro de 2014

Ninense foi presa facil para os Caçadores das Taipas



 

Seniores do Ninense continuam o jejum de golos e de pontos . São já quatro os jogos sem marcar um golo e com um ponto amealhado em doze possiveis depois da derrota desta tarde nas Taipas.

Um golo do veterano Ze Manel já no segundo tempo foi suficiente para os homens de Nine regressarem a casa novamente sem pontos, num jogo onde a equipa famalicense saíu derrotada por uma bola a zero.
Joao Fernando apostou numa frente de ataque renovada , com Joao Filipe , Cadete e Martins a fazerem as despesas ofensivas no Ninense. A primeira parte foi equilibrada, com sinal mais dos comandados de Joao Fernando, mas o futebol direto jogado durante muito tempo acabou por tornar-se presa facil para os Caçadores das Taipas. 
Ainda assim foi de bola parada o primeiro lance de perigo. Canto a favor do Ninense, e Fina na pequena area a rematar ao lado do poste. Á passagem da meia hora, novamente na sequencia de um canto, é Joao Dias quem chuta a bola na pequena area, mas a bola sai a rasar o poste.
Já perto do intervalo, Joao Filipe escapa pela direita , serve de bandeja Cadete, mas o jogador ninense remata ao lado. Os locais apenas criariam perigo já nos momentos finais do primeiro tempo, mas Andre Ferreira encaixou bem o remate de Ze Manel. 
 
O segundo tempo foi bem diferente, escasso em jogadas ofensivas do lado dos ninenses, e mais uma vez confirma-se o ditado de quem não marca arrisca-se a perder. A equipa da casa pegou no jogo e acabou por sair premiada. 
China saíria lesionado na defensiva ninense logo ao abrir o segundo tempo, sendo rendido por Tiago Oliveira.  Ao quarto de hora ainda se gritou golo dos locais, mas o remate de Zeze foi bem defendido por Andre Ferreira e Miki rematou ao lado na recarga , com a baliza á sua mercê. Pouco depois, aconteceria o golo da casa, que em abono da verdade, se adivinhava. Barroso tem perda de bola comprometedora e Miki coloca a bola nas costas da defensiva ninense, isolando o veterano Ze Manel que ladeou bem o desamparado guardião Andre Ferreira e fez o tento solitario da partida. 

O Ninense ainda tentou inverter o rumo dos acontecimentos, mas o futebol de pontape para a frente acabava quase sempre nas mãos do guarda-redes Andre ou na muralha defensiva dos da casa. Cadete, porventura o mais dos inconformados do Ninense, ainda teve nos pés a oportunidade de empatar a partida, mas o remate saiu fraco e á figura do guardião da casa. Tiago Oliveira ainda seria expulso nos descontos, ao parar um contragolpe perigoso dos vimaranenses. O apito final chegaria de seguida, e acaba por aceitar-se o resultado final mais pelo que o Ninense não conseguiu fazer do que por inteiro mérito dos locais.
O trio de arbitragem esteve á altura dos acontecimentos , com o jovem arbitro Joao Viana a apitar com serenidade e a ajuizar quae sempre bem , numa partida sem grande historia a contar.
O Ninense continua a sua travessia longinqua de golos, e soma já quatro partidas em apontar um tento, descolando cada vez mais do pelotão da frente do campeonato. 



Ficha de Jogo

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Caçadores das Taipas 1 - AD Ninense 0 

Arbitro : Joao Viana auxiliado por Bruno Ferreira e Pedro Maia

Pelo Taipas jogaram: Andre, Peixe (Cerqueira 81 m), Joao Paulo, Campos (Francisco 46 m), Machado, Berto, Teixeira, Miki (Bruno 87 m), Dunio, Zezé e Ze Manel. 
Treinador: Fernando Marques

Pelo Ninense jogaram: Andre Ferreira, Barroso, China ( Tiago Oliveira 53 m), Pinheiro, David, Fina (Dennis 68 m), Joao Dias, Meira, Martins, Joao Filipe (Benicio 62 m) e Cadete. 
Treinador: Joao Fernando

Marcador: Ze Manel (66 m)

Disciplina: Amarelos: Meira (16 m), Campos (33 m), David 61 m), Tiago Oliveira (70 m, 90+3 m), Machado (76 m ), Cadete (79 m), Berto  (90+3 m) e Martins (90+4 m).
Vermelho : Tiago Oliveira por acumulação de amarelos.

domingo, 30 de novembro de 2014

Seniores: E tudo acabou tal como começou


Onze inicial do Ninense frente ao Maria da Fonte
 Regresso aos pontos do Ninense foi registado no empate caseiro sem golos frente ao Maria da Fonte, que no entanto permitiu aos famalicenses acercarem-se da frente do campeonato.

Depois de dois desaires para o campeonato , o Ninense regressava a casa e defrontava um adversario direto com os mesmos pontos na tabela classificativa. Estavam reunidos todos os condimentos para uma boa partida de futebol, mas que acabou em nova decepção para os da casa. 
A partida teve escassas oportunidades de golo, com ambos os conjuntos a neutralizarem-se mutuamente, por vezes de forma entediante,  e onde a emoção estaria reservada apenas para os minutos finais. Aos dez minutos , o ninense Cadete marca livre directo, mas Miguel , guardião visitante defende para canto. Durante o primeiro tempo, apenas Bruno Telli e Meira se acercaram da baliza forasteira, mas foram rapidamente desarmados pela defensiva dos visitantes. Do lado dos comandados de Barroso, perigo e situações de golo foi algo que não se viu no primeiro tempo. 
 O nulo ao intervalo representava bem o futebol praticado no primeiro tempo. Logo no reatar do segundo tempo, Joao Fernando substitui Ruizinho por Benicio tentando dar mais profundidade na frente de ataque. O lance de maior perigo do Ninense aconteceria aos vinte minutos. Canto marcado pela direita, e China a falhar clamorosamente o golo , quando se encontrava isolado em frente á baliza. 
Neste lance, China falha um golo quase certo
Perto da meia hora , é Benicio quem serve o golo a Cadete, mas o atacante falha o remate ao segundo poste. Praticamente na resposta acontece o lance de maior perigo dos visitantes. Pesca escapa pela direita e serve ao segundo poste Pinto, mas China antecipa-se e corta para canto. 

Muita viriliade e entrega num jogo de poucas ocasiões de golo
 
O jogo acabaria pouco depois , não antes  do tecnico Barroso ser expulso do banco dos visitantes por protestos já no periodo de descontos.
Num jogo onde acabou por ser patente a inoperancia ofensiva de ambos os conjuntos,  o arbitro da partida Marco Mendes teve um criterio largo na abordagem de muitos lances, deixando os jogadores jogar , e acabou por passar discreto na partida fazendo um bom trabalho, não tendo  influencia no resultado final. 

Tecnico Barroso acabaria por ser expulso do banco nos instantes finais


Ficha de jogo

Complexo Desportivo Ninense

AD NINENSE 0  MARIA DA FONTE 0

Arbitro : Marco Mendes auxiliado por Nuno Teixeira e Joao Marques

Pelo Ninense jogaram: Andre, Hugo, David, China, Joao Dias, Meira, Cadete, Barroso, Bruno Telli (Dennis 82 m), Fina (Martins 68 m), e Ruizinho ( Benicio 56 m).
 Treinador: Joao Fernando

Pelo Maria da Fonte jogaram: Miguel, Oliveira, Abreu (J.Miguel 89 m), Gil, Paulinho (Ricardo 87 m), Pikua, Pinto, Ruben, Castro (Simão 76 m), Henrique, Pesca.
Treinador: Barroso

Disciplina: Amarelos: Ruizinho (38 m), Paulinho (48 m), Bruno Telli (55 m),  Joao Dias (75 m), Miguel (77 m).  Expulsão de Barroso do banco (90 + 4 m).



domingo, 23 de novembro de 2014

Seniores: Historia de uma derrota anunciada


 Os Seniores do Ninense averbaram nova derrota pesada este Sabado, desta feita na visita ao Arões de Fafe, saindo vergada por tres golos sem resposta. 
Apesar da equipa fafense ter estado melhor em campo, com mais posse de bola, melhor transição ofensiva e mais esclarecida no ultimo terço do terreno, há que dizer que esta derrota ninense começou a ser bem desenhada bem cedo, mesmo antes do inicio da partida. 
O jogo começou com uma oportunidade da equipa da casa numa cobrança de um livre, mas Andre Ferreira esteve á altura com excelente defesa. Até ao vinte minutos foram escassos os lances de perigo, com ambas as equipas a respeitarem-se mutuamente e a arriscarem muito pouco. Este seria o momento onde iria aparecer um novo protagonista na partida, desta feita o trio de arbitragem , que somando erros e dualidade de criterios a roçar por vezes o absurdo, passou para a ribalta da partida. 
Aos vinte minutos, Joao Dias é placado por um defesa fafense , mas o arbitro faz vista grossa ao lance. Logo de seguida, lance em circunstancias parecidas e o cartão amarelo apareceu facilmente do bolso para o jogador ninense Barroso. Com o arbitro a deixar abusar a equipa da casa de alguma rudeza , foi Meira do lado do Ninense quem colecionou o segundo amarelo da partida , num lance onde apenas o arbitro descortinou falta do jogador famalicense. No entanto , o momento da partida aconteceria perto da meia hora de jogo, invariavelmente com os mesmos protagonistas. Bola bombeada para a entrada da area , o atacante da equipa da casa desvia de cabeça e serve Filipe, que plantado em fora-de-jogo teve tempo para receber a bola e correr em direção da baliza, batendo Andre Ferreira pela primeira vez no desafio. Perante o olhar do arbitro assistente, parte dos elementos do banco da casa virou-se para os adeptos ninenses com insultos e gestos obscenos.
Logo de seguida é o lateral ninense David quem leva amarelo , numa disputa de bola como tantas outras. Perto do intervalo, novo lance polemico. Numa bola lateral, David protege a bola e é agredido com um soco por Barbosa, dos da casa. O arbitro viu o lance , e ajuizou a disputa com um amarelo ao jogador da casa. 
O intervalo veio de seguida , e Joao Fernando aproveitou o descanso para render Martins por Cadete, ele que vinha de longo periodo de paragem por lesão. 
O segundo tempo pouco trouxe de novo, e pelos piores motivos. Cesario sofre falta logo no arranque do segundo tempo, reclama com o arbitro e... leva amarelo. Pouco depois , lançamento a favor do ninense , com o lateral fafense Beijinhos a reter a bola para passar tempo. Ruizinho tenta reaver a bola rapidamente , o arbitro apita e, pasme-se, mais um cartão amarelo para o jogador ninense. A perder por uma bola, e com o jogo a ser habilmente dirigido , Joao Fernando faz entrar Bruno Telli para o lugar de Fina. Aos trinta e seis minutos, melhor lance da partida do lado dos ninenses. Cadete escapa pela direita e centra rasteiro. Ruizinho, ao segundo poste, remata ao ferro da baliza aronense, hipotecando o golo do empate. 
Particamente no lance seguinte , o Arões chega ao segundo golo, para alivio de alguns intervenientes no jogo. Zeze escapa pela esquerda, e faz a bola chegar a Bruno Cunha que assim, sem fazer muito pela vida, marcava o segundo da partida. O terceiro golo aconteceria logo de seguida, após um perda comprometedora de Joao Dias que deu a chance e o golo ao recem entrado Andre. Logo de seguida , nova vista grossa do arbitro da partida. Pablo, que já tinha amarelo, chuta a bola com um remate artistico á baliza, já o jogo tinha sido interrompido há muito. Repreensão verbal do juiz da partida, quando as regras mandam algo bem diferente.  Apesar de muito castigado pelo resultado, o Ninense ainda poderia ter reduzido a desvantagem, mas o trio da partida esteve em evidencia novamente e pelos piores motivos. Bola bombeada para a area, Dennis cabeceia a bola e o defesa Marquinhos corta a bola com a mão ostensivamente dentro da area, e o arbitro a mandar jogar. O jogo terminaria de seguida, não sem o capitão ninense China colecionar mais um amarelo por uma falta inexistente. 
De facto , é lamentavel que grande parte das linhas que aqui se escrevem nesta cronica sejam para relatar o trabalho negativo de uma equipa de arbitragem e não das incidencias da partida. O trio de arbitragem, que até tem alguma qualidade evidenciada em outras partidas no passado, este Sabado, por motivos vários, esteve bem abaixo da qualidade das outras equipas.  No entanto, certamente terá uma boa nota dada pelo observador da partida.

" Sofremos dois golos, oferecemos o terceiro. Chegamos ao intervalo condicionados com os amarelos da primeira parte. Não entendo esta promiscuidade da Associação em como pode colocar neste jogo um observador da casa, que foi diretor do Arões durante anos. Foi obvio que esse facto condicionou o trio de arbitragem que aqui esteve hoje. Um jogador da casa já tinha amarelo, chutou a bola para longe e o arbitro nada fez. Nós levamos amarelos por muito menos. Foi um jogo intenso. A culpa da derrota é minha, sou eu quem prepara a equipa. Há que dar os parabens ao Arões, foi a melhor equipa em campo." 
 Joao Fernando , treinador do Ninense

FICHA DE JOGO 

Complexo Desportivo Aroes

AROES SC  3 - NINENSE 0

Arbitro : Joel Dias auxiliado por Jose Novais e Joao Macedo

Pelo Aroes jogaram: Joao Nunes, Beijinhos, Barbosa (Andre 67 m), Zeze, Bruno Cunha ( Oscar 83 m ), Filipe (Pablo 72 m), Gustinho, Agostinho, Rampa, Nene e Marquinhos.
Treinador: Miguel Paredes

Pelo Ninense jogaram: Andre Ferreira, Barroso, Tiago Oliveira, China, David, Fina (Bruno Telli 67 m), Martins ( Cadete 46m), Joao Dias, Meira, Dennis e Cesario ( Ruizinho  56m).
Treinador: Joao Fernando

Marcadores : Filipe (32 m), Bruno Cunha ( 82 m) Andre (87 m).

Disciplina: Amarelos: Barroso (20 m), Meira (24 m), David (37 m), Barbosa (45 m), Cesario (49 m), Ruizinho (63 m), Marquinhos (63 m), Gustinho (65 m), Pablo (73 m), Andre (90 m) e China (90 m).

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Sorteio da 3ª Eliminatoria da Taça AF BRAGA



Realizou-se há momentos na sede da AF BRAGA o sorteio da 3ª Eliminatoria da Taça AF BRAGA.
Ditou a sorte que o Ninense vá jogar esta eliminatoria no terreno do Pevidem, equipa que presentemente milita na Divisão de Honra. Recorde-se que a eliminatoria é jogada numa só partida. Os jogos estão agendados para o dia 21 de Dezembro. 
Numa eliminatoria onde entraram as equipas da Pro-Nacional, ditou o sorteio alguns duelos interessantes, desde logo o confronto entre os primodivisionarios Brito e Joane, Amares e Merelinense e ainda o Terras de Bouro a receber o conjunto do Celoricense.
Confira aqui todo o sorteio desta 3ª Eliminatoria:

PEVIDEM - NINENSE
RONFE - CORVITE
TAIPAS - SOARENSE
MARIA DA FONTE - FORJAES
MARINHAS - ESPOSENDE
AROES - DESPORTIVO S.COSME
AMARES - MERELINENSE
VILA CHÃ - PICA
RUIVANENSE - S.PAIO ARCOS
DUMIENSE - CABREIROS
EMILIANOS - PORTO D' AVE
TERRAS BOURO - CELORICENSE
SEQUEIRENSE - PEDRALVA
BRITO - JOANE
SILVARES - AIRÃO
POUSA - TORCATENSE
MARTIM - BAIRRO
ANTIME - AGUIAS GRAÇA
GRANJA - CARREIRA
URGESES - S.VERISSIMO \ PEÕES
PRADO - SERZEDELO
CELEIRÓS - CAVEZ

ISENTO: GERÊS

domingo, 16 de novembro de 2014

Seniores averbam primeira derrota no campeonato

Começo fulgurante dos visitantes traçaram desde cedo o desenrolar da partida , fixando o resultado final em quatro golos sem resposta.

Quem esteve hoje a assistir ao desafio entre o Ninense e o Porto d'Ave certamente se terá perguntado quem era afinal o lider invicto até á presente jornada com apenas sete golos sofridos e o clube aflito que está em zona de despromoção na tabela classificativa. 
Joao Fernando escalonou um onze inicial contando com algumas baixas no plantel, mas nada fazia prever um começo de jogo tão forte do adversario que resultou em dois golos para os visitantes em escassos cinco minutos. Logo aos dois minutos, Gera escapa aos centrais e é derrubado por David. Na conversão do castigo maximo, o capitão visitante não falhou. Pouco depois , novo golo dos forasteiros, com Bruno a aproveitar bem de cabeça um canto marcado ao segundo poste. 
Os ninenses ficaram atordoados com os golos repentinos, mas aos poucos foram tomando conta do jogo, com mais posse de bola, mas as coisas não saíam bem, com pouca definição no ultimo terço do terreno e acumulando muitos erros defensivos. Aos vinte minutos, Claudio quase faz o terceiro dos visitantes, mas a bola sai ao lado.  Joao Fernando não esperou mais, e fez entrar o atacante Bruno Telli, rendendo o lateral Fabio. Apesar do dominio territorial dos da casa, contra um Porto d'Ave expectante e á procura do erro do adversario, só perto do intervalo aconteceria novo lance de perigo, mas Fina rematou muito por cima , depois de um livre direto apontado por Cesario.
O tempo complementar pouco trouxe de novo. Um Ninense dominador , com muita posse de bola e a equipa da Povoa de Lanhoso capitalizando os erros sistematicos da defensiva ninense. Dennis, em jogada individual , ainda sacudiu o Ninense, logo a abrir o segundo tempo. Depois é Peixoto quem falha a cabeçada frente a Joao Sampaio. Os ultimos minutos acabariam por ser fatais para os comandados de Joao Fernando.
Á passagem da meia hora, rapido contragolpe dos vistantes , e  Claudio marca perante Andre Ferreira. Já perto do final , Gera escapa novamente pela esquerda, e remata em jeito á saída do guardião ninense, fixando o resultado final da partida. Peixoto ainda proporcionaria a defesa da tarde a Joao Sampaio, com um remate colocado e o guardião a ir buscar a bola á gaveta. 

Acaba assim a invencibilidade da equipa famalicense esta temporada, descendo da liderança para o quinto posto da tabela classificativa.

"Quando se perde por quatro golos pouco há a dizer.Apesar das limitações que tinha no plantel, não contava estar a perder por dois zero aos seis minutos. No momento em que a equipa poderia reduzir , acabamos por sofrer outros tantos. Se calhar hoje paguei a fatura de algo que aconteceu há uns seis ou sete anos, era eu treinador de outra equipa. Mas antes prefiro a lágrima da derrota que a vergonha de não tentar. Perdemos hoje tres pontos, já é passado, agora vamos preparar o jogo em Arões. "
Joao Fernando, treinador do Ninense

"Hoje fomos herois. Admito que fomos felizes em marcar dois golos logo nos primeiros minutos, mas o jogo é isto, e hoje tivemos a sorte que nos tem fugido em alguns jogos. Sabia que esta equipa iria aparecer a qualquer momento. Temos um plantel curto de vinte jogadores, sendo cinco deles juniores. Defrontamos uma grande equipa, das melhores do campeonato, mas hoje ganhamos, e fomos ao encontro do nosso objectivo inicial que é ficar nos primeiros cinco a seis classificados."
Guilherme Ramos, treinador do Porto D'Ave




Ficha de Jogo 

Complexo Desportivo Ninense 
AD NINENSE 0  - PORTO D'AVE 4 

Arbitro : Gaspar Fernandes auxiliado por Pedro Pinto e Tiago Mendes

Pelo Ninense jogaram:  Andre Ferreira, Fabio ( Bruno Telli 23m), David, China, Joao Dias, Alex, Peixoto, Ruizinho (Benicio 61m), Cesario, Fina ( Martins 55m) e Dennis.
Treinador : Joao Fernando

Pelo Porto D'Ave jogaram : Joao Sampaio, Paulo, Montenegro, Costa, Schwepps, Luis Filipe, Gera, Jorge Miguel ( Tigana 87m), Bruno (Ricardo Rocha 40m), Claudio e Bonjardim (Elvio 63m).
Treinador : Guilherme Ramos

Marcadores: Gera (3m + 84m), Bruno (5m) e Claudio (75m).

Disciplina: Amarelos:  David (3m), Bonjardim (19m),  Costa (30m), Alex (31m),Joao Sampaio (31m), Fina (42m), China (49m), Schwepps (49m), Jorge Miguel (58m), Cesario (63m),Elvio (73m).
 Vermelhos: Nada a assinalar.