domingo, 7 de fevereiro de 2016

Socrates despediu-se dos ninenses carimbando a vitoria




Socrates foi o homem do jogo ao apontar o golo solitário do Ninense em dia de despedida, já que o possante avançado está de saída para o Campeonato de Portugal Prio.

Disputou-se este Domingo mais uma jornada da Pró-Nacional  e na visita do Ninense ao terreno do Santa Maria, a equipa de Nine acabou por ser mais feliz e embolsar os três pontos. 
Foi um jogo com duas partes distintas. A equipa de Barcelos começou bem melhor a partida. Aos quatro minutos, Fabio Pereira , guardião ninense, viu a bola embater com estrondo no ferro da sua baliza. Á passagem do quarto de hora, Bispo aparece bem enquadrado com a baliza, mas Fabio defende o remate do experiente jogador. Perto da meia hora , Marco envia a bola novamente ao poste da baliza ninense. O jogo passou a ser disputado mais no meio campo, e o Ninense apenas criaria perigo  já perto do intervalo, num lance caricato.  O arbitro da partida assinala livre indirecto, Emerson, centro-campista ninense opta pelo remate á baliza, e Edivaldo acaba por defender largando a bola , e deixando-a á mercê dos avançados ninenses, que contudo não aproveitaram tamanho brinde. 

A segunda parte, foi em grande periodos de tempo, dominada pelo Ninense. Perto do quarto de hora, Cesario remata por cima da baliza. Logo de seguida, a defesa local complica e Nelson Oliveira ensaia um contra-ataque de três para um.  No entanto, a linha de passe não saiu bem, com Ze Pedro a tirar o pão da boca a Socrates. Aos 25 minutos, Fabio Pereira faz a defesa da tarde, ao salvar para canto um livre directo cobrado por Ze Pedro. As linhas recuadas do Santa Maria acusavam alguma infantilidade na abordagem em alguns lances capitais, com o proprio guardião Edivaldo a driblar alguns adversarios e a fazer passes de risco. Perto da meia hora, perda de bola da defesa, mas o capitão ninense China acabou por não rematar com perigo. Perto do final, nova perda de bola , Socrates a ficar isolado e a ladear Evivaldo rematando para a baliza deserta, onde apareceu miraculosamente Ze Pedro a cortar a bola para canto. 
O Ninense carregava, e perto dos minutos finais, Emerson lesiona-se com gravidade, dando o seu lugar a Martins. O juiz de linha acabara de levantar a placa do tempo de compensação, e nova desatenção na defesa barcelense com cerimonias para despachar a bola da sua area.
Desta vez, Socrates foi letal, e á saida de Edivaldo acabou por marcar com alguma facilidade o golo solitario que deu os três pontos aos de Nine. 
Num jogo de duas partes distintas -  o Santa Maria dominou o primeiro tempo, os de Nine bem melhores no segundo- acabou por prevalecer o velho chavão do futebol, não é como começa mas como acaba , e nesse sentido, o Ninense acabou a partida bem melhor que o adversario, somando os três pontos. 
O trio de arbitragem esteve em bom plano, apitado por um jovem arbitro que teve actuação serena, optando pela discrição dentro das quatro linhas , numa partida onde apesar de contabilizar sete amarelos, acabou por imperar o fair-play. 
Socrates despediu-se de Nine oferecendo a vitoria aos adeptos

"Não vou dizer se foi um resultado justo ou injusto, o futebol é isto, ganha quem aproveita as oportunidades criadas, parabens ao Ninense, e nós temos de continuar a treinar para procurar as vitorias. Não foi um jogo de ascendente notório de ambas as partes, na primeira parte tivemos nós duas oportunidades mais claras, na segunda parte o Nine conseguiu mandar mais no jogo. O nulo equiparava-se mais ás forças que se apresentaram em campo, no final uma desatenção da nossa parte resultou em golo, parabens a eles e nós temos de procuram outros jogos para ganhar pontos."  
Pedro Rocha, treinador do Santa Maria

Ficha de jogo

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA

Campo da Devesa -Galegos Santa Maria

Santa Maria 0 - AD Ninense 1

Arbitro : Carlos Pizarro auxiliado por Tiago Machado e Jorge Abreu

Pelo Santa Maria jogaram : Edivaldo, Cabreira, Ricardo Martins, Ze Pedro, Bispo, Tiago Torres, Claudio (Pascal 63 m), Marco (Marinho 75 m), Tiago Novais (Simão 57 m), Xavier e Cannigia.
Treinador: Pedro Rocha

Pelo Ninense jogaram: Fabio Pereira, Emerson ( Vitor Martins 85 m), David, China, Joao Dias, Cesario, Pinheiro, Nelson Oliveira, Barroso, Venú e Socrates.
Treinador : Jose Rego

Marcador: Socrates ( 90+1 m)

Disciplina: Amarelos: Cesario (33 m), Tiago Torres (44 m), Ze Pedro (51 m), Marco ( 66 m), China ( 69m), Xavier ( 71 m), Barroso ( 78 m).

domingo, 31 de janeiro de 2016

Ninense segue em frente na Taça AF Braga




Pedralva ainda assustou durante quinze minutos, mas qualidade e experiencia dos jogadores ninenses carimbaram vitoria tranquila.

O Ninense regressou esta tarde ás vitorias em jogo em atraso da 3ª Eliminatoria da Taça AF BRAGA, num jogo onde o dominio avassalador dos famalicenses foi evidente, embora o Pedralva se tenha adiantado no marcador nos minutos iniciais da partida.
O jogo ficou marcado logo no primeiro minuto de jogo, com Christophe a sair lesionado e a dar o seu lugar a Emerson na partida. Os famalicenses assumiram desde cedo ás redeas da partida , e aos dez minutos de jogo é China quem cabeceia ao lado no coração da area bracarense. 
O Pedralva chegaria ao golo logo de seguida, após um roubo de bola de Faneca , que livre de marcação centrou para a area onde apareceu Zé Fernandes a bater Fabio Pereira.  
O Ninense nunca perdeu o norte, e encostou o adversario ás cordas, partindo para um dominio total sobre o Pedralva. Primeiro foi Nelson Oliveira que isolado perante o guardião Daniel  acabou por rematar ao lado. Pouco depois , nova oportunidade perdida para o Ninense, com uma serie de ressaltos na pequena area e o guardião a defender miraculosamente com os pés. O golo dos ninenses adivinhava-se , e acabou por acontecer perto do intervalo. Rapida descida pelo corredor direito , centro milimetrico e Joao Dias aparece de cabeça a fuzilar o desamparado guarda-redes bracarense. Cesario poderia ter mesmo promover a reviravolta antes do intervalo, não fosse o golpe de cabeça sair á figura de Daniel. 

O segundo tempo iniciou com nova oportunidade para o Pedralva. Ze Fernandes ainda tentou o chapéu a Fabio após perda de bola de Emerson, mas saiu curto o guardião ninense encaixou com perfeição. 
Aos dez minutos, Barroso aparece na cara de Daniel, mas o guardião adivinha o lance e desarma o atleta ninense. Perto do quarto de hora, livre directo e novamente o guarda-redes visitante a defender para canto. 
O guardião forasteiro cotava-se como o melhor da sua equipa em campo, mas seria traído no lance seguinte pelo seu colega Davide, que cortou ostensivamente a bola com o braço dentro de area proibitiva .
Na marcação da grande penalidade, Cesario cobra a bola com toda a calma do mundo e coloca o Ninense na frente do marcador. 

Cesario carimbou reviravolta no marcador
Era o golpe de misericórdia para os bracarenses, que logo sentiram que a partida estava senteciada.
Os vinte minutos finais foram sempre jogados no meio campo visitante, com algumas chances para o Ninense construir um resultado mais condizente com o dominio sobre o Pedralva. 
Primeiro foi um centro açucarado de Vitor Martins sem ninguem a aparecer para empurrar a bola para as redes dos bracarenses. Depois foi Venú quem remata ao lado , livre de marcação. Já nos descontos, Barroso remata por duas vezes, mas a bola teimosamente não entrou.
O apito final soou pouco depois, numa partida dirigida por um jovem arbitro , mas que passou despercebido da partida em grandes espaços de tempo, rubricando uma boa exibição. 
A vitoria ninense não sofre contestação, apenas poderia ser escrita por numeros mais elevados, sobre um adversario que além de militar num escalão inferior, certamente teria poucas aspirações de almejar algo mais na prova.  Na proxima eliminatoria, o Ninense irá se deslocar ao terreno do Joane, em jogo a contar para a 5ª Eliminatoria da Taça.
Joao Dias marcou o golo da igualdade
Ficha de Jogo 

Complexo Desportivo de Nine 
Taça AF BRAGA ( 3ª Eliminatoria ) 

AD NINENSE 2 - PEDRALVA 1 

Arbitro: Filipe Oliveira auxiliado por Maicon Machado e Paulo Mendes

Pelo Ninense jogaram : Fabio, China, Pinheiro, David, Martins, Barroso, Joao Dias (Andre Araujo 90+2 m), Cesario, Christophe ( Emerson 2 m), e Nelson Oliveira ( Diogo Matos 86 m).
Treinador: Jose Rego 

Pelo Pedralva jogaram: Daniel , Alex, Davide , Marco, Vitor, Zeze, Garcia (Ze Carlos 79 m),m Tiago (Lima 75 m), Neca (Neves 56 m), Faneca, Ze Fernandes. 
Treinador: Francisco João

Marcadores:  Ze Fernandes (14 m), Joao Dias (44 m) e Cesario (70 m g.p.).

Disciplina: Amarelos: Barroso ( 35 m), Faneca ( 37 m), Mino (60 m), Davide (70 m), Emerson ( 73 m), Marco ( 85 m), Neves ( 90 m).
Vermelhos : Não houve. 


sábado, 23 de janeiro de 2016

Tudo a zeros na receção ao Vieira

 
Ninenses continuam divorciados das vitorias após empate caseiro sem golos na receção ao Vieira.

Após o desaire da semana passada em Serzedelo, era grande a expectativa em torno deste desafio, num jogo onde ambas as equipas procuravam dar rumo diferente aos ultimos resultados. 
Entrou bem melhor o Ninense e logo no minuto inicial Venú aparece na cara do guardião João Nunes, faz um chapéu de belo efeito , mas a bola caprichosamente esbarra no ferro da baliza forasteira. 

 
O Vieira apareceria no jogo por volta do quarto de hora, com Sidney a isolar-se , mas a ser lento e a ser desarmado pela defesa ninense. Do outro lado, Nelson Oliveira conseguia iludir a defesa visitante , com rapidas diagonais. Perto dos vinte minutos, numa dessas incursões, Nelson ladeia o guardião visitante, e remata para a baliza deserta, onde aparece Rampa em cima da linha de golo a evitar o golo dos famalicenses. Pouco depois , o atacante ninense é novamente interveniente, ao cabecear a bola no coração da area, com os jogadores ninenses a reclamarem grande penalidade por corte com a mão de um central visitante. Era o melhor periodo dos ninenses, encostando ás cordas os homens de Miguel Paredes . 
Aos poucos, o Vieira foi equilibrando as operações, explorando o contra-ataque, mas Sidney e Tó Coentrão não aproveitavam o espaço concedido pelos ninenses. 

O nulo registado ao intervalo penalizava mais os famalicenses numa boa primeira parte dos homens de José Rego, mas onde o Vieira também somava um par de oportunidades do seu lado. 
O segundo tempo foi jogado de forma bem mais compassada, e o espetaculo ressentiu-se disso mesmo. 
Aos sessenta minutos, Coentrão opta pelo passe a Sidney , quando tinha boa chance de almejar a baliza ninense. Na resposta , Joao Nunes endossa a bola a Christophe em zona proibitiva, mas a defesa visitante rapidamente se recompôs e corrigiu o erro do guardião. Aos setenta minutos, Emerson remata forte, mas Joao Nunes defende por instinto. As oportunidades de golo escasseavam, com as duas equipas mais concentradas em não cometer erros, arriscando pouco nas substituições. 


Já nos descontos, o Vieira quase chega á vitoria, mas o remate de ressaca de Castro acabaria por ser desviado miraculosamente pelo central ninense Pinheiro. 
O empate acabou por prevalecer , premiando a boa organização defensiva do Vieira, uma das suas imagens de marca esta temporada, contra um Ninense que teve mais iniciativa e  posse de bola, mas onde alguma falta de confiança continua a pairar sobre o plantel ninense. 
O trio de arbitragem liderado por Jorge Lemos , embora por vezes contestado, acabou por rubricar uma prestação positiva , sem influenciar o resultado final.

Ninense está em blackout 

No final da partida , a comunicação social presente no Complexo tentou recolher as opiniões dos tecnicos.
Findas as declarações do tecnico Miguel Paredes, foi comunicado aos orgãos de informação presentes pela direção que o Ninense está em blackout por tempo ainda indeterminado, pelo que foi impossivel recolher a opinião de Jose Rego sobre a partida. 

"Foi uma primeira parte mais viva, não tão controlada pelo Vieira como na segunda parte. Sabiamos a forma de jogar do Ninense, e nos minutos iniciais poderiamos ter sido surpreendidos em tres ou quatro lances. No entanto , fomos recompondo,e criamos boas situações. Se calhar foi um empate merecido , se calhar com golos era mais justo, tentamos jogar e marcar golos mas não conseguimos. No entanto, jogando contra uma excelente equipa como é o Ninense, sem duvida uma das melhores equipas deste campeonato, é um resultado que se aceita e que não me deixa muito chateado, já que defrontamos uma boa equipa". 
Miguel Paredes , treinador do Vieira SC

Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 
 21ª Jornada 

Complexo Desportivo Ninense 

AD Ninense 0 - Vieira SC 0 

Arbitro : Jorge Lemos com Emanuel Lobo e Joao Gonçalves 

Pelo Ninense jogaram: Fabio, David, China, Martins (André 90 m), Pinheiro, Emerson, Cesario, Venú, Christophe (Barroso 81 m), Nelson Oliveira (Joao Dias 74 m) e Socrates.
Treinador: Jose Rego 

Pelo Vieira jogaram: Joao Nunes, Marquinhos, Beijinhos, Vieirinha (Castro 68 m), Sidney (Veiga 80 m), Gustinho, Coentrão, Pablo (Giovanni 66 m), Rui Jorge, Rampa e Ismael .
Treinador: Miguel Paredes

Disciplina: Amarelos: Beijinhos ( 44 m), Emerson ( 45 m), Rampa ( 47 m), Marquinhos ( 48 m), Venú ( 76 m), Gustinho ( 78 m), Coentrão (90 m), Joao Nunes ( 90 + 3 m).

 

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

AD NINENSE está de luto



A Associação Desportiva Ninense informa com pesar o falecimento do Sr. Adelio Oliveira, pai do atleta Junior Gil Oliveira e do conhecido atleta Nelson Oliveira.
A direcção ninense lamenta o falecimento deste acérrimo benfiquista e pessoa bem conhecida da comunidade, que sucumbiu devido a doença prolongada, informando que o funeral irá se realizar na freguesia de Carreira ( S. Miguel) esta Quinta Feira pelas 15:00.
Ao jovem atleta e a toda a família enlutada, a direção apresenta as mais sinceras condolências.

sábado, 16 de janeiro de 2016

Ninense afunda-se na tabela classificativa



Nova derrota fora de portas , desta vez no terreno do Serzedelo, distancia cada vez mais o conjunto famalicense dos lugares cimeiros do Pro-Nacional.

Tarde de sol, com a chuva a dar treguas ás duas equipas, num jogo pobre de futebol onde a equipa da casa acabou por bater com um golo solitario logo aos treze minutos o conjunto famalicense, que assim soma o terceiro encontro seguido sem sentir o sabor da vitoria.
Do lado contrario, o jogo serviria também para fazer a estreia do tecnico Vitor Pacheco no banco dos vimaranenses.
Ansiosos por pontos, foi com essa ambição que os da casa entraram no relvado natural do Campo das Oliveiras em Serzedelo, e logo no primeiro minuto , o Serzedelo dispõe de excelente oportunidade para abrir o activo, com Rui Costa a aparecer na cara do guardião Fabio Pereira , mas a rematar ao lado. Ficou o aviso do que viria a seguir, e aos vinte minutos Hugo Matos marcaria o golo solitario que daria os tres pontos aos da casa. Canto batido pela direita, Bruno Cunha centra de cabeça para o coração da area , onde o central dos locais aparece , e com todo o tempo do mundo, remata para as redes do desamparado Fabio Pereira. 
O Serzedelo poderia ter mesmo ampliado a vantagem logo de seguida, não fosse a defesa segura de Fabio Pereira ao remate á meia volta de Zezé. 
O Ninense acabaria por disfrutar das duas mais flagrantes oportunidades de golo em todo o jogo num preriodo de escassos dois minutos. Primeiro foi Nelson Oliveira quem escapou pela direita, cruzou ao segundo poste , mas Socrates chegou atrasado para a emenda. Depois foi Christophe com um remate de longe para defesa aparatosa de Fernando. Os derradeiros minutos do primeiro tempo foram jogados de forma compassada. Os da casa tinham o resultado a seu favor, os forasteiros tinham pouco discernimento para desenhar um ataque organizado, com muitas perdas de bola e passes errados. 
Esperava-se um segundo tempo melhor do lado dos ninenses, algo que acabou por não acontecer com o regresso dos balnearios. Logo a abrir o tempo complementar, Zezé escapa pelo corredor direito com uma naturalidade incomum , e só não marca porque o remate cruzado sai ao lado. Zezé acabaria por ser o perdulario da tarde , já que pouco depois , em novo remate á meia volta , atiraria ao lado. 
Entre substituições, cartões amarelos por entradas á margem da lei e algumas perdas de tempo, a segunda parte terminaria rapidamente , com os homens de Nine a não fazerem um remate digno de registo nos 45 minutos do segundo tempo e a coroar o Serzedelo como o justo vencedor do encontro.
Este foi , porventura, o jogo mais pobre do conjunto ninense em toda a temporada. Poucas oportunidades de golo, muita indecisão e acima de tudo alguma falta de ambição, notória desde o apito inicial do arbitro, de uma equipa onde se espera muito , mas que hoje mostrou pouco e que continua a coleccionar desaires ,  somando o terceiro desafio sem vencer. Numa semana onde o grupo perdeu mais um jogador - Meira transferiu-se para o Joane - a equipa ninense vai fraquejando em alma e ambição, vendo os adversarios directos a descolar na tabela classificativa. 

Ficha do Jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA

Campo das Oliveiras em Serzedelo

GD Serzedelo 1 - AD Ninense 0

Arbitro : Cesar Picas auxiliado por Luisa Ferreira e Nuno Ferreira

Pelo Serzedelo jogaram:  Fernando , Nandinho, Hugo Matos, Pedro Costa ( Ferreira 60 m), Bruno Cunha, Juni, Rui Costa, Tiago (Rui Jesus 83 m), Zezé, Nelson, Ricardo (Mateus 70 m).
Treinador : Vitor Pacheco

Pelo Ninense jogaram: Fabio Pereira, China, Barroso (Cesario 76 m) , Pinheiro, David, Emerson, Joao Dias (Telmo 84 m), Christophe, Nelson Oliveira (Martins 64 m), Socrates e Venu .
Treinador : Jose Rego

Marcador : Hugo Matos ( 20 m)

Disciplina: Amarelos :  Fernando ( 30 m), Socrates ( 33 m), Hugo Matos ( 36 m), Bruno Cunha (45 m), Venu ( 48 m) , Tiago ( 48 m), Emerson ( 50 m), Pinheiro ( 76 m), Ferreira ( 85 m) e Juni ( 86 m).

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Pedro Oliveira está de saida para os Nacionais





O guarda-redes juvenil Pedro Oliveira foi convidado a integrar a equipa do Vizela que disputa a 1ª Divisão do Campeonato Nacional de Juvenis.
Ao que conseguimos apurar, o jogador já vinha sendo observado pelos responsáveis vizelenses, que avançaram com a contratação de uma das maiores promessas da formação ninense.
Pedro Oliveira , além de ser natural de Nine, completou a sua formação no Ninense nos escalões de Iniciados e Juvenis e cedo se notabilizou pela sua envergadura física, mostrando ser uma mais valia no plantel juvenil da AD Ninense.
Ao que tudo indica o jogo do passado Domingo que resultou na vitoria do Ninense frente ao Fafe terá sido mesmo o ultimo de Pedro Oliveira com as cores ninenses, já que os colegas aproveitaram a vitoria através das redes sociais para lhe desejarem as melhores felicidades.
“ Boa Sorte, Pedro, mostra do que é capaz” , foi uma das mensagens que se podiam ler dedicadas ao jovem futebolista.