domingo, 15 de outubro de 2017

Seniores estão de regresso ás vitorias em Nine

 
Ataque do Urgeses raramente criou perigo ás redes ninenses


Ninenses golearam Amigos dos Urgeses por tres golos sem resposta. Golos só apareceram na etapa complementar. 

O Ninense regressou este Domingo aos triunfos após levar de vencida o conjunto de Urgeses num jogo de sentido único , onde a historia dos numeros poderia mesmo ser mais dilatada , mas em que curiosamente os golos apareceram apenas na segunda parte. 
O jogo começou a todo gás , e Orgi logo aos cinco minutos quase inaugura o marcador, com o guardião visitante Luis a defender para canto. O mesmo jogador estava endiabrado, e quase surpreendeu Luis com um chapeu, mas a bola bateu no poste. Logo de seguida é Martins quem dá o aviso, mas a bola cruzada sai ao lado. Já perto do intervalo, Ventura remata enquadrado com a baliza, mas a bola esbarra no poste. 
A segunda parte começa tal como a primeira, com um vendaval de oportunidades de golo para os comandados de Hugo Santos frente a um adversario que usava das suas parcas armas para tentar adiar o golo que adivinhava e que acabaria por acontecer á passagem do quarto de hora do segundo tempo, numa das jogadas mais bonitas do encontro , onde a bola , jogada ao primeiro toque entre varios atletas, sobrou para Jonas , que rematou vitoriosamente perante o indefeso Luis.

Hugo Santos refresca o ataque com Maicon a render Rui Gomes , mas é Socrates quem falha de forma pouco habitual na cara da baliza , depois de um passe açucarado de Maicon. Paulo Ricardo, na sequencia de um livre , copiaria o colega , falhando a emenda na pequena area. Tiago Silva renderia o esgotado Orgi , mas seria o suspeito do costume quem tranquilizaria as hostes ninenses. Socrates recebe um passe em profundidade, e na saida de Luis , bate o guardião com um chapeu de belo efeito. 
Os cinco minutos finais ainda seriam marcados pela entrada de Diogo Junior. Com a equipa visitante toda balanceada no ataque , sobrava espaço lá atrás , e o recem-entrado jogador ninense acabaria por ficar com a bola , driblou um adversario e na cara de Luis rematou colocado fixando o resultado final. 
Num jogo tranquilo , onde o fair-play imperou (um cartão amarelo em todo o desafio), não há muito a dizer do trio de juizes presente esta tarde no Complexo.  Esteve sempre á altura do desafio, optando por um criterio largo mas assertivo, num jogo facil de dirigir sem casos. 
Junior entrou na partida para se estrear a marcar pelo Ninense


Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA  9ª Jornada 

Complexo Desportivo de Nine

AD NINENSE 3 - AMIGOS de URGESES 0 

Arbitro : Braulio Henrique auxiliado por Joao Vieira e Vitor Gonçalves 

Pelo Ninense jogaram: Nuno Castro, Martins, Paulo Ricardo, Diogo Novo, Andre, Xavier (Diogo Junior 84 m), Orgi (Tiago Silva 76 m), Jonas, Ventura, Rui Gomes (Maicon 63 m) e Socrates.
Treinador: Hugo Santos 

Pelo Urgeses jogaram: Luis, Lipe (Cisco 73 m), Bruno,Atilano, Né (Ruben 78 m), Joao Leite, Paulo,Davide, Vilaça (Fabio 65 m), Miguel e Borges. 
Treinador: Armando Jorge

Marcador: Jonas (61 m), Socrates (84 m) e Junior (90+4 m). 

Disciplina : Amarelo : Davide (86 m).

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Derbi famalicense deu empate





Disputou-se este domingo em Nine o dérbi famalicense entre os conjuntos da equipa local e do Joane, com o resultado final a assinalar um empate a duas bolas.
Como já tem vindo a ser habitual, começaram melhores os forasteiros, conseguindo empurrar os homens de Nine bem lá atrás. Totas deu o primeiro sinal de perigo logo aos 11 minutos, com Nuno Castro a defender com bravura. Pouco depois é Paulo Ricardo quem dá o corpo á bola após uma serie de ressaltos na área ninense, evitando o golo visitante que se adivinhava, e que acabaria por acontecer face á passividade ninense perto dos vinte minutos, com Machado a servir Zezé ao segundo poste.
Meia hora de jogo foi quanto os homens de Hugo Santos deu de avanço ao adversário, acabando por acordar com o golo visitante. Jonas poderia ter empatado ainda antes do intervalo, mas a bola esbarrou com estrondo no travessão da baliza de Sergio. Rui Gomes, ao cair do pano da primeira parte, quase empatava, mas o desvio saiu mal ao atacante ninense.
A primeira parte acabaria com a vantagem visitante, fruto da passividade e inoperância ninense.
No segundo tempo, Hugo Santos retificou com as entradas de Xavier e de Orgi, com este ultimo em destaque a revolucionar a ala direita ninense, e volvidos quatro minutos, acabaria mesmo por igualar a partida com um remate cruzado após grande jogada individual.
No entanto, esta equipa ninense tem falhado nos momentos-chave, e volvidos dois minutos viu Zezé a bisar na partida, cabeceando sozinho dentro da área após canto pela direita, num dos poucos remates dos forasteiros na segunda parte.  
De novo em desvantagem, a equipa da casa teve de arregaçar novamente as mangas e ir á procura do prejuízo. Hugo Santos promove a entrada de Maicon por Jonas e o Ninense carrega deliberadamente o adversário com quatro unidades na frente de ataque. O golo da igualdade acabaria mesmo por acontecer á passagem da meia hora, com Rui Gomes a igualar a partida.
Os minutos finais foram de intenso domínio ninense, com a pressão sobre o oponente, mas já no período de descontos, Rochinha acabaria por ser expulso após agressão a um adversário.
Com menos um, a equipa local regrediu-se e segurou o empate.
O trio de arbitragem liderado por Carlos Leite teve nota positiva, num jogo de poucos casos e de decisões assertivas.
No final da partida, ambos os treinadores aceitavam o empate como resultado certo.  Joao Coelho, técnico joanense, falava em partes distintas, com uma boa primeira parte da sua equipa e do domínio ninense no segundo tempo. Já Hugo Santos acabou por referir a fraca entrada da sua equipa na partida, tendo de correr atrás do prejuízo, algo recorrente nas ultimas partidas. 

Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA
Complexo Desportivo de Nine

AD NINENSE 2 – GD JOANE 2

Arbitro : Carlos Leite auxiliado por Ricardo Leite e Rui Neto
Pelo Ninense jogaram: Nuno Castro, Martins, Paulo Ricardo, Diogo Novo, Rochinha, Nuno Afonso (Xavier 45 m), Ventura, Jonas (Maicon 72 m), Tiago Silva (Orgi 54 m), Rui Gomes e Socrates
Treinador : Hugo Santos

Pelo Joane jogaram: Sergio  (Peruzzi 75 m), Mota, Gomes, Duarte Nuno, Russo, Diogo Ribeiro, Ferreira, Diogo (Mario 61 m), Machado, Zezé, Totas (Ruca 70 m).
Treinador : Joao Coelho
Marcadores: Zezé ( 0-1 aos 20m), Orgi (1-1 58 m), Zezé (1-2 60 m) e Rui Gomes (2-2 75 m).
Disciplina : Amarelos : Totas (26 m), Gomes ( 65 m), Sergio (67 m), Mario (74 m).
Vermelho direto : Rochinha (90+2 m).

sábado, 30 de setembro de 2017

Primeira vitoria fora de portas do Ninense


Ninense foi a casa do lanterna vermelha Serzedelo e bateu os locais por tres golos sem resposta.

O Ninense levou de vencida o conjunto do Serzedelo , em jogo a contar para a setima jornada do Pro-Nacional.  Os pontos em disputa eram almejados por ambos os conjuntos, já que os famalicenses precisavam de sair da zona perigosa de descida. Já o Serzedelo, continua como a equipa que ainda não pontuou na prova.
Avidos de pontos, os da casa entram a todo o gas, tentando empurrar os forasteiros do seu reduto defensivo.  No entanto, os comandados de Hugo Santos depressa deram conta do recado, e perto do quarto de hora brindaram os da casa com dois golos em escassos tres minutos.
Primeiro, foi Rui Gomes quem correspondeu da melhor forma a um canto batido por Xavi, deixando o guardião Rui Azevedo pregado no relvado. 
Orgi aproveitou a sua estreia a titular para marcar o seu primeiro golo com as cores ninenses
Depois foi o tanzaniano Orgi a marcar um bom golo com um remate de primeira, ele que hoje apareceu a titular no onze inicial. 

O Ninense poderia mesmo ter ido para o intervalo com um resultado mais dilatado, mas Rui Gomes acabaria por não aproveitar um brinde do guardião local, que lhe endereçou o esferico. 
O tecnico do Serzedelo promoveu dupla substituição ao intervalo , tentando dar mais animo na frente de ataque, onde a espaços apareciam os atacantes Best e Kingsley , mas de forma timida . 


Do lado ninense, Socrates rendeu o lesionado Orgi . A segunda parte começou , tal como na primeira, com um Serzedelo mais afoito, procurando minimizar o prejuizo. Logo a abrir, é Diogo Novo, um dos melhores em campo do lado ninense, quem salva o golo dos da casa, com um corte para canto. Na resposta, Jonas ficou com a baliza á sua mercê, mas o remate saiu fraco. 
Perto da meia hora da segunda parte, um dos melhores periodos de jogo , com ambas as equipas em evidencia. Primeiro é Venú quem aparece isolado perante Rui Azevedo, mas o remate sai a centimetros ao lado.
Na resposta, Best envia a bola ao poste da baliza de Nuno Castro. A resposta não podia ser mais letal, e por um dos suspeitos do costume. Socrates, que havia entrado no intervalo, consegue sentenciar a partida com o terceiro tento da tarde, após boa jogada individual . 
Socrates carimbou mais um golo na sua conta pessoal
O jogo caminharia rapidamente para o seu final, onde no derradeiro minuto ainda se assistiria á expulsão do capitão vimaranense Best, após ter agredido a pontapé o central ninense Diogo Novo. 
O trio de arbitragem liderado pelo jovem Joao Ribeiro teve tarde tranquila, sempre em cima das jogadas e optando por um criterio curto mas equitativo para ambos os lados.  

Ficha de Jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 
7ª Jornada 

Campo das Oliveiras

GD Serzedelo 0 - AD Ninense 3 

Arbitro : Joao Ribeiro auxiliado por Paulo Faria e Valentim Barroso

Pelo Serzedelo jogaram: Rui Azevedo, Kuko, Tiago Francisco, David Pinto, Ricardo (Andre Costa 75 m), João, Zezinho, Kingsley, Best, Danny (Schuster 45 m) e Isaias (Xelas 45 m) .
 Treinador : Ivo Rodrigues 

Pelo Ninense jogaram: Nuno Castro, Martins, Rochinha, Paulo Ricardo, Diogo Novo, Xavier, Venú (Tiago Silva 84 m), Jonas, Ventura, Orgi (Socrates 45 m) e Rui Gomes (Nuno Afonso 65 m). 
Treinador: Hugo Santos 

Marcador: Rui Gomes (17 m), Orgi (20 m) e Socrates (81 m). 

Disciplina: Amarelo: Diogo Novo (31 m), Xelas (79 m), Nuno Afonso (90+3 m). 
Vermelho direto para Best (90+5 m) .

domingo, 17 de setembro de 2017

Tudo a zeros na visita a Vieira


Rui Gomes , muito vigiado pelos homens da casa
Vieira e Ninense repartiram os pontos , fruto de um nulo que prevaleceu no final. 

A tradição ainda é o que era, e o Ninense foi este Domingo buscar um empate no terreno do Vieira SC, com os ataques de ambas as equipas a desperdiçarem soberanas oportunidades de golo, e carimbar assim um nulo no marcador final.
Começou melhor a equipa da casa, assumindo as despesas de jogo e pondo as redes do guardião ninense Nuno Castro em sentido. Após algum dominio no terreno de jogo, o primeiro lance de perigo aconteceu aos 19 minutos, com Ze Pedro em remate á meia volta a levar a bola ao poste da baliza ninense. O Ninense conseguiu o seu primeiro remate perto da meia hora, com Maicon a rematar cruzado , mas a bola a sair perto do poste da baliza de Joao Nunes, que estava já batido. 
Já perto do intervalo, é Martins quem salva o golo certo do Vieira, tirando a bola na linha de golo. 
Após um dominio quase absoluto do Vieira , mas infrutifero na finalização, o Ninense quase marcava por intermedio de Jonas, que, bem enquadrado com a baliza, acabou por rematar ao lado. 
Diogo Novo em corte acrobatico face á proximidade de Luca 
O intervalo fez bem aos de Nine, que regressaram de alma lavada para o segundo tempo. 
Hugo Santos foi promovendo alterações a ajustes e substitui o desinspirado Tiago Silva, lançando Nuno Afonso na partida. Aos poucos , os famalicenses foram equilibrando as operações , e pese embora sem grandes chances de golo, foi-se acercando das redes locais. Socrates e Junior iriam entrar na partida no lado dos ninenses, e acabariam por colaborar no melhor momento de jogo dos comandados de Hugo Santos. O jogo ficou algo incaracteristico, e os visitantes acabariam mesmo por reclamar um corte com a mão dentro da area dos da casa, mas o juiz da partida acabou por considerar ter sido casual . Nuno Afonso quase marcava um golo de bandeira, mas Joao Nunes estava atento na baliza dos da casa e defendeu para canto. Os momentos finais foram mesmo de assalto ás redes dos homens da casa, com alguns cantos a favor dos visitantes e alguns contra-ataques venenosos dos homens de Nine , só parados por algumas faltas duras dos homens de Vieira. Num desses lances, Gostinho acabaria mesmo por ser expulso , somando duas faltas rudes já no tempo de compensação , e vendo duplo amarelo na partida. 
O desafio acabaria mesmo com alguma troca de palavras entre os intervenientes, fruto das emoções de jogo, numa partida onde o juiz Sergio Ferraz e seus pares tiveram sempre o controlo de jogo, acabando por rubricar uma boa exibição. 
No final , o empate acabaria mesmo por ser um resultado justo, pelo que o Vieira não fez no primeiro tempo a nivel de finalização e pela atitude desta equipa ninense no segundo tempo.

Ficha de Jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA  

5ª Jornada 

Campo Municipal de Vieira do Minho

Vieira SC 0 - AD Ninense 0 

Arbitro : Sergio Ferraz auxiliado por Andre Duarte e Daniel Vale 

Pelo Vieira jogaram: Joao Nunes, Lamela, Elio, Gil, Ismael, Gostinho, Pedrinho (Diogo 65 m) , Rafinha, Bruno Cunha (Anibal 85 m), Luca e Ze Pedro (Claudio 65 m). 
Treinador: Miguel Paredes 

Pelo Ninense jogaram: Nuno Castro, Paulo Ricardo, Martins, Diogo Novo, Rochinha, Xavier, Venú, Jonas, Tiago Silva (Nuno Afonso 57 m), Rui Gomes (Socrates 80 m) e Maicon (Junior 85 m). 
Treinador : Hugo Santos 

Disciplina: Amarelos: Rochinha (22 m), Lamela (67 m), Gostinho (90m + 92 m), Junior (93 m) e Luca (93m).
Vermelho: Gostinho (por acumulação).

domingo, 10 de setembro de 2017

Aí está a primeira vitoria do campeonato !



Ninenses fizeram o melhor jogo da temporada com os três homens da frente a fazerem o gosto ao pé, na goleada ao lider Taipas por quatro bolas a uma. 

O Ninense venceu hoje de forma categorica o até então lider da prova Taipas com a equipa em tarde inspirada a marcar na primeira parte e a confirmar a vitoria no segundo tempo com mais tres golos. 
Hugo Santos ainda não repetiu um onze esta epoca e fez alinhar Ventura e Maicon no onze inicial , este ultimo em tarde inspirada com um golo e uma assistencia a somar ao golo da partida da semana passada. 
 O jogo começou com Martins a dar o mote á equipa com um remate de meia distancia a rasar a trave da baliza de André. 
Pouco depois, os famalicenses iriam mesmo avançar no marcador, com Maicon a correr o flanco direito todo e a servir com conta peso e medida para o pé de Rui Gomes fuzilar as redes visitantes.  
O Taipas iria mesmo ser forçado a fazer uma substituição logo após o golo madrugador ninense, com Jorge Ferreira a dar lugar a Nelson, mas a equipa forasteira acabaria o primeiro tempo sem fazer mesmo um remate á baliza de Nuno Castro. 
A segunda parte começou em bom ritmo, com os comandados de Hugo Santos a carregarem sobre o adversario. 
Maicon , logo aos cinco minutos, aparece isolado e remata a centimetros do poste, com muitos dos presentes a gritarem golo no Complexo Desportivo.  Os visitantes acabariam por fazer o primeiro remate á baliza em todo o jogo por intermedio de Rui Pereira. Vitor Pacheco , tecnico taipense, promoveu a segunda alteração da sua equipa, mas o recem-entrado Abreu assistiria logo de seguida ao segundo da tarde. Bola longa para a frente, Maicon a dominar e a rodar sobre um adversario, e com um remate potente e colocado faria o 2-0. 
O Taipas quase reduzia por intermedio de Tiago Carneiro, mas o remate cruzado saiu ao lado da baliza de Nuno Castro.  Hugo Santos começou a promover as substituições e não podia ser mais assertivo. Socrates, recem-entrado aos 65 minutos , demorou somente quatro escassos minutos para carimbar o terceiro da tarde, depois de uma grande jogada entre Rui Gomes e assistencia primordial de Venú. Já perto do final, Tiago Silva, que havia rendido Rui Gomes, também fez o gosto ao pé, com um remate colocado a sentenciar uma vitoria que se foi anunciando com o desenrolar da partida. Já perto do minuto 90, o Taipas ainda renasceu com o golo de Abreu de livre directo, e dispôs mesmo de uma grande penalidade, mas Nuno Castro mostrou reflexos e segurou a vantagem de tres golos. 
No final , o tecnico ninense realçou a grande partida da sua equipa. Já Vitor Pacheco mostrou-se muito critico com a actuação do trio de arbitragem.

" Defrontamos uma das melhores equipas do Pro-Nacional, e fizemos uma grande resposta. Dedico esta vitoria aos meus jogadores, porque eles sabem porque ganharam. Eles melhor que ninguem sabem porque ganharam. Agora é tentar recuperar a desvantagem que se criou para o grupo da frente" 
Hugo Santos, tecnico ninense 

" Nós não andamos aqui a dormir.Trabalhamos de forma muito seria , por isso exigimos respeito. Temos de assumir a responsabilidade da derrota, não estivemos muito bem, agora afirmo e não tenho problemas nenhuns em afirma-lo: nem que estivessemos estado bem, claramente nós hoje não iriamos sair com pontos"
Vitor Pacheco, tecnico do Taipas 

Ficha de jogo 

Complexo Desportivo de Nine 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

AD NINENSE 4 - Caçadores das TAIPAS 1 

Arbitro : Xavier Fernandes auxiliado por Vitor Fernandes e Joao Marques

Pelo Ninense jogaram: Nuno Castro, Martins, Rochinha, Paulo Ricardo, Diogo Novo, Xavier, Venú (Nuno Afonso 84 m), Jonas, Ventura, Maicon (Socrates 65 m) e Rui Gomes (Tiago Silva 75 m).
Tecnico : Hugo Santos

Pelo Taipas jogaram: Andre, Sau, Soares, Maka, Veiga, Ricardo Cruz, Tiago Carneiro, Rui Pereira (Ricardo Sousa 60 m), Figueiras, Moreira (Abreu 55 m), Jorge Ferreira (Nelson 26 m).
Tecnico : Vitor Pacheco  

Marcador : Rui Gomes (18 m), Maicon  (57 m), Socrates (69 m),  Tiago Silva (82 m), Abreu (90 m).

Disciplina: Amarelos : Tiago Carneiro (39 m), Machado ( 77 m), Xavier (80 m).

domingo, 27 de agosto de 2017

Ninense estreia-se em casa com derrota


Ainda não foi desta vez que o Ninense saboreou o sabor da vitoria neste campeonato, uma vez que decorrida a segunda jornada, o Ninense foi derrotado em casa pela formação do Porto d'Ave por duas bolas a uma.
O Ninense até começou bem com uma perdida flagrante de Jonas, mas aos 19 minutos viu Canetas a corresponder de cabeça a um bom centro para a area e a inaugurar o marcador para os visitantes.
Rui Gomes teve ao alcance o empate mas falhou de cabeça. Já perto do intervalo, Socrates acaba por fazer o empate com um chapeu de belo efeito sobre Peitaça. 
O segundo tempo começou tal como a etapa inicial; primeiro foi o Ninense que dispôs de oportunidade para golo, com Xavi a centrar e Rui Gomes novamente perdulario em frente á baliza. Na resposta, novo golo dos forasteiros , conseguido através de um ressalto de bola de Bruno Cunha, aproveitando uma enorme passividade da equipa da casa. Os minutos finais foram marcados pelo dominio ninense e pelo anti-jogo do adversario.
Carlos Veiga, do lado dos visitantes, ainda seria expulso ao coleccionar duas cartolinas amarelas em escasso cinco minutos, primeiro por uma agressão a Tiago Silva, depois por pontapear a bola quando o jogo já havia sido parado pelo juiz Joel Dias.
No entanto, o resultado não sofreria mais alteração e os famalicenses somariam novo desaire para o campeonato .
Arbitragem regular de Joel Dias e seus pares, sem influencia no resultado , mas incapaz de contornar o anti-jogo dos visitantes em momentos chave da partida. 

Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA  2ª Jornada

Complexo Desportivo de Nine 

AD NINENSE 1 - GD PORTO D'AVE 2 

Arbitro Joel Dias auxiliado por Jose Novais e Carlos Ribeiro 

Pelo Ninense jogaram:  Luis, Martins (Junior 85 m) , Paulo Ricardo, Hugo Silva (Tiago Silva 61 m), Xavi, Venú, Rochinha, Jonas, Rui Gomes (Maicon 66 m), Socrates.
Treinador : Hugo Santos

Pelo Porto d'Ave jogaram: Peitaça, Francisco, Joao Pedro, Serginho, Pesca, Schwepps, Huguinho (Luis Tiago 61 m),Canetas, Tiago Lobo (Bruno 74 m), Tó D'Almeida (Carlos Veiga 81 m) e Carlos Rocha. 
Treinador : Filipe Gonça

Marcador: Canetas (1-0 19m), Socrates (1-1 40 m), Carlos Rocha (1-2  56 m). 

Disciplina: Amarelos : Serginho (6 m), Martins (38 m), Carlos Rocha (45+ 1 m), Jonas (64 m), Tiago Lobo (73 m), Venú (73 m), Pesca (77 m), Carlos Veiga (90 m + 90+6 m) e Peitaça (90+6 m).
Vermelho para Carlos Veiga por acumulação .