segunda-feira, 18 de abril de 2011

Luz da permanência ainda não se apagou

Em jogo de tudo ou nada, encontravam-se frente a frente Pevidem e Ninense, os últimos classificados da competição, onde apenas os três pontos alimentavam ainda o sonho da presença na Divisão de Honra da próxima época.
Os visitantes começaram melhor, e logo aos dois minutos, a remate de Hélder Guimarães, o Ninense podia inaugurar o marcador, não fosse uma grande defesa do guarda-redes local.
No entanto, o mote estava lamçado e pouco depois Cesário , muito oportuno marca o tento inaugural. Pouco depois, seria Francês a aumenta a vantagem, após erro na defesa dos da casa. Nuno Araújo e Mário ainda tentaram dilatar o marcador e a vantagem de duas bolas ao intervalo era curta, tantas as oportunidades criadas pelos visitantes. Os da casa, por seu lado, atiraram desde cedo a toalha ao chão, com a descida de divisão cada vez mais uma realidade.
O segundo tempo trouxe pouco á partida, com um Ninense letal nas movimentações e forte na posse de bola . Sem surpresas, os comandados de João Salgueiro chegariam ao terceiro golo através de Batista.
O Pevidem ainda faria o seu tento de honra, mas os três importantes pontos foram mesmo para Nine, que face aos resultados da jornada ainda mantêm vivo o sonho da permanência no escalão máximo do futebol distrital . O Pevidem, por seu lado, é a primeira equipa a estar despromovida na competição.


“ Fizemos uma boa partida, e enquanto for matematicamente possível, acreditaremos até ao fim “
João Salgueiro , Treinador do Ninense

1 comentário:

  1. Gostei do titulo e ainda mais do resultado.
    Força ADN.

    ResponderEliminar