domingo, 11 de dezembro de 2011

Serviços minimos para nova vitoria ninense

Apesar da tarde tranquila, João foi o primeiro ninense em destaque
       Após dois jogos fora de portas, os seniores do Ninense voltaram ás vitorias caseiras esta tarde, após o triunfo por duas bolas a uma frente ao Antas de Esposende.
O jogo começou praticamente com uma grande oportunidade para os visitantes, que isolado , permitiu uma grande defesa ao guarda-redes João. Foi, no entanto, um lance isolado, já que pouco depois, o Ninense pegaria nas redeas do jogo, dominando praticamente o resto da partida.
Ao quarto de hora, Bruno Silva é carregado dentro da área pelo guarda-redes Tiago , mas o mesmo Bruno Silva falhou a conversão do castigo maximo. Á passagem da meia hora, primeira contrariedade para os da casa, com Helder Guimarães a sair lesionado. Salgueiro teve de mexer , e fez entrar Sandro, fixando Pedro a central.  O Ninense carregava, frente a um Antas subido no terreno, que defendia em bloco alto, e que fazia do fora-de-jogo o seu antidoto para anular as investidas dos locais. Os dianteiros do Ninense aperceberam-se mesmo disso, e procuravam as linhas, com rapidas desmarcações de Bruno Santos e Zé Luis. Num desses lances, Pedro escapa-se pela direita e cruza para Bruno Silva, que foge bem ao fora-de-jogo. Apercebendo-se do adiantamento do keeper visitante, faz um magnifico chapéu , sem qualquer hipotese para Tiago Jaques, num dos melhores tentos da época.

12º golo da temporada para o goleador Bruno Silva
       O Antas, por seu turno, lançava ataques esporadicamente, com bolas longas e com um meio campo musculado por Paulo Gomes e Avec, mas a defensiva dos da casa chegava para as encomendas com Couto e Pedro a terem papel importante na vantagem com que se chegou ao intervalo.
       A perder, o Antas fez dupla alteração ao intervalo, o que tornou a equipa mais vulneravel , para as rapidas investidas de Zé Luis e Bruno Silva. No entanto, algum desacerto do ultimo passe , lançava a incerteza no marcador, já que o Antas a perder pela margem minima, não virava a cara á luta. Zé Luis, aos 66 minutos e aos 70 minutos perdia dois lances com apenas o guarda-redes pela frente. No entanto, o experiente avançado teria o seu momento mais alto da partida ao aumentar a vantagem para os comandados de João Salgueiro, quando numa bola metida nas costas da defesa, rematou fora do alcance do guarda-redes visitante.


Apesar das várias perdidas, Zé Luis marcou e foi fundamental na vitória desta tarde
O Ninense jogava bem, mas as perdidas eram muitas e então veio a velha maxima do futebol, já que quem não marca arrisca-se a sofrer. Num lançamento longo, aparentemente inofensivo , o avançado do Antas recupera a bola e remata sem hipoteses para o guarda-redes João. O Antas agigantou-se, muito por culpa propria da ineficacia dos da casa, que perante uma mão cheia de oportunidades não conseguiu materializar aquilo que poderia ter sido goleada e que acabou com uma vitoria pela margem minima. Bruno Silva ainda tentou fazer o golo da tranquilidade, numa jogada que deixou para trás dois adversarios e sentou o guarda-redes Tiago, mas o remate final saiu ao lado.
Vitoria justa , por numeros escassos, mas perante um adversario meritório, que nunca desistiu de lutar pelo resultado usando as armas que dispunha.
Fica , no entanto , o alerta para as batalhas que se acercam , com a certeza de que esta equipa está motivada e que mesmo as recentes adversidades no plantel em lesões não impedirão seguramente o objectivo que todo este grupo, sem excepção, traçou no inicio do campeonato.

Sem comentários:

Publicar um comentário