domingo, 31 de agosto de 2014

Seniores: Empate penalizou a equipa da casa


Ninenses estiveram a perder, mas apenas algum desacerto na hora de rematar evitou a reviravolta no marcador, que registou um golo para cada lado no final. 

Tarde de sol e muito calor em Nine a lembrar Verões antigos que não o deste ano , com muito publico nas bancadas em Nine, neste que foi o primeiro jogo oficial em casa.
A equipa entrou motivada e dominou os primeiros dez minutos de jogo, com o Ronfe a mostrar cedo ao que vinha, que era a procura do ponto fora, espreitando um contra-ataque ou bola parada. Apesar do franco dominio do Ninense nos minutos iniciais, acabou por ser o Ronfe a ter lance de perigo , com Moreno a rematar ás malhas laterais da baliza de Andre Ferreira. 
As duas equipas acabaram por encaixar bem uma na outra e o jogo entrou numa toada morna, com poucas oportunidades de golo. Aos vinte minutos, Ruizinho desmarca-se e remata por cima do travessão da baliza de Paulinho. Desse lance, Ruizinho sairia lesionado e seria mesmo substituido minutos depois por Benicio. 
Com as equipas bem mais preocupadas em defender e não cometer erros, o lance derradeiro de perigo só apareceria perto do intervalo. Benicio, uma flecha apontada á baliza do Ronfe, escapa pela direita e remata para grande defesa de Paulinho. A bola sobra para a cabeçada que seria mortifera de Fina ao segundo poste, mas é um central do Ronfe que quase miraculosamente tira a bola na linha de golo. Já perto do intervalo, Benicio choca com o lateral visitante dentro da area, num lance que deixou muitas duvidas. 
Ronfe apenas criou perigo em lances de bola parada 
A segunda parte foi, em beneficio do espetaculo bem mais mexida e com muita emotividade. 
Benicio dá o primeiro sinal de perigo com um centro venenoso mas ninguem aparece para marcar. No entanto, e logo aos cinco minutos, o Ronfe chega ao golo , num lance muito feliz. Hugo Dias, o homem de bolas paradas dos visitantes, marca um canto bem chegado ao primeiro poste, e Andre Ferreira ao socar a bola , faz o esferico bater nas costas de Joao Dias, que acaba por fazer auto-golo. 
Se o almejado pontinho para o Ronfe era prata, então esta  feliz vantagem acaba por se tornar ouro nas suas ambições. Quem não estava pelos ajustes era Joao Fernando que promoveu duas substituições , fazendo entrar Joao Filipe e Cesario para os lugares de Meira e Helder. 
O Ninense começou a carregar, mas quase deitava tudo a perder, quando aos vinte minutos um desentendimento entre Andre Ferreira e China , isolou o atacante vimaranense Moreno que no entanto rematou por cima da baliza deserta. 
Faltava ainda quase meia hora de jogo, que acabou por ser o melhor periodo dos famalicenses. Cadete quase marca um grande golo , mas a bola passou a rasar a barra de Paulinho. O Ronfe apercebeu-se do perigo e passou a encarar o desafio com um claro anti-jogo, ora com jogadores a cairem prostrados no campo, ora com o seu guarda-redes a demorar na reposição da bola. Num desses lances, o arbitro mostraria mesmo o cartão amarelo ao guarda-redes Paulinho que tirara inadvertidamente as luvas.
No entanto o golo ninense adivinhava-se e aconteceu por intermedio de um dos melhores em campo.
Benicio, que começou a por as cabeça em agua aos laterais vimaranenses, aproveitou bem uma bola atrasada pela direita e encheu o pé com a revolta que lhe ia na alma, fazendo um golo de belo efeito. 
Golo de Benicio foi premio merecido para um dos melhores em campo
Cadete quase copiava o colega na marcação de um livre direto, mas a bola saiu por cima da barra. O Ronfe sentiu o golo e começou a disputar o jogo com alguma rudeza, procurando manter o resultado  para evitar males maiores. Benicio , em mais uma arrancada pela esquerda, acabou por ser ceifado por Russo. Na sequencia do lance o mesmo jogador acabaria mesmo por agredir a pontapé o jogador ninense, lance que passou certamente despercebido do trio de arbitragem. 
Cadete quase marca um golo de antologia , mas a bola sai a rasar o poste da baliza dos visitantes. 
O Ronfe continuava a não criar perigo, salvo um canto onde novamente Hugo Dias ensaia o canto directo.
No entanto, os minutos finais foram de assalto ás redes do Ronfe e somente algum desacerto na hora do remate evitou a reviravolta no marcador. Ao minuto noventa, Alexandre aparece na area e desmarca Joao Filipe que tenta o remate em jeito, mas o chapeu sai alto. Já no ultimo minuto dos descontos, é Cesario quem aparece em zona de tiro, mas o remate final não surge, com a defesa do Ronfe a aliviar como pode. 

Assalto final ás redes do Ronfe não teve resultados praticos 
O resultado acaba por penalizar a equipa que mais posse de bola e oportunidades de golo teve, mas este Pro-Nacional é um campeonato onde defender e dar iniciativa de jogo ao adversario por vezes premeia as equipas, como foi o caso do Ronfe no jogo de hoje.

Apesar do anti-jogo da equipa do Ronfe e de um ou outro lance a nivel disciplinar, o trio de arbitragem esteve á altura dos acontecimentos, ajuizando quase sempre bem os lances. 

Ficha de Jogo

Complexo Desportivo Ninense 

AD NINENSE 1 - DESPORTIVO RONFE 1

Arbitro: Francisco Gonçalves auxiliado por Antonio Faria e Andre Mendes

Pelo Ninense jogaram : Andre Ferreira, Cadete, David, China, Joao Dias, Alexandre, Meira (Joao Filipe 54'), Barroso, Helder ( Cesario 61'), Fina e Ruizinho ( Benicio 33') .
Treinador : Joao Fernando

Pelo Ronfe jogaram: Paulinho, Russo, Carlos Campos, Antonio, Ismael (Carlos 90+2), Diogo (Tanta 68'), Macedo (Huguinho 87'), Andre Costa, Hugo Dias, Dedé, Moreno. 
Treinador : Francisco Costa

Marcadores: Joao Dias 50' (auto-golo), Benicio (74').

Disciplina: Amarelos: Helder (18'), Paulinho (69'), David (72'), Russo (79´), Benicio (79').
Vermelhos: Nao houve  

Sem comentários:

Publicar um comentário