domingo, 9 de março de 2014

Juvenis: Carreiras "encarreirou" Ninense para a vitoria


Os Juvenis do Ninense levaram de vencida este Sabado a equipa do Fradelos, batendo o adversario por quatro bolas a uma.
Havia alguma expectativa á volta deste jogo, já que era a terceira "tentativa" da realização do jogo entre as duas equipas - o recinto do Fradelos tem sido muito fustigado pelo rigoroso Inverno, e os responsaveis dos dois clubes acabaram por inverter o calendario, jogando esta partida em Nine. 
Quanto ao jogo em si, o resultado acaba por ser algo exagerado, com os golos da tranquilidade ninense a aparecerem ao cair do pano. 
Começou melhor o Ninense , e Helder Arantes por duas vezes encontrou oposição á altura do guarda-redes do Fradelos, ao negar dois golos quase certos ao extremo ninense, mercê de duas boas defesas. Mauro Silva tambem estaria perdulario na partida, e pouco depois falhou incrivelmente, depois de ladear o guarda-redes e rematar ás malhas laterais. O Fradelos tambem dispôs das suas oportunidades e viu Mauro Faria a negar por duas vezes o golo forasteiro, com duas boas saídas. Num lance já perto do intervalo, o avançado visitante falhou o chapéu a Mauro Faria. O empate com golos seria mais justo ao intervalo, mas o nulo teimou em manter-se. 
A segunda parte trouxe um Ninense mais ambicioso, e os golos acabaram por acontecer. 
Oportuno, Castro não desperdiçou e marcou o primeiro golo do jogo
Aos dez minutos, o Ninense ganha um canto , a bola é aliviada pelos defesas visitantes, mas Fabio recupera bem a bola e centra para Castro, que tinha subido na marcação do canto, dominar o esferico e com calma , marcar o golo inaugural do desafio. Os protestos mais calorosos de um jogador visitante acabaram por valer a expulsão do atleta , deixando a equipa visitante a perder e em inferioridade numerica.  No entanto , os de Nine estavam em tarde de pouca inspiração , e permitiram mesmo a igualdade, na marcação de um canto direto. 
Na frente do ataque ninense lutava-se muito , com Gil Oliveira muito esforçado a lutar por um lugar a titular, e com Mauro Silva , embora algo perdulario, a desiquilibrar. O mesmo jogador teria nova perdida ao chutar ao lado quando caminhava isolado para a baliza, mas pouco depois, em jogada individual , passou por tres adversarios e serviu Gil Oliveira na direita, que fuzilou as redes visitantes e devolveu nova vantagem no marcador para os ninenses.
Gil Oliveira viu o seu esforço coroado com um belo golo 
Gil seria substituido minutos depois, e entraria para o seu lugar Miguel Carreiras, que seria deteminante nos minutos finais  da partida. Primeiro recuperou uma bola dentro da area do Fradelos e sofreria carga para castigo maximo.  Na marcação do castigo maximo, Fabio não perdoou, rematando colocado para o terceiro golo da tarde.

Muita tranquilidade na marcação do penalti marcado por Fabio 
Pouco depois, Miguel Carreiras tem lance de genio, ao desmarcar-se bem ao fora-de-jogo. Á saida do guarda-redes, acaba por fazer um chapéu de belo efeito ao guardião forasteiro , a uns bons trinta metros da baliza, fixando o resultado final em quatro golos a um para os de Nine. 
Acabou por se assitir a um bom jogo de futebol, com oportunidades de golo para ambos os lados, mas com a ponta final do Ninense a ser determinante no resultado final.
Miguel Carreiras marcou o golo do jogo

Sem comentários:

Publicar um comentário