domingo, 27 de abril de 2014

Seniores: Acreditar na manutenção até ao fim


Ninenses batem segundo classificado Mirandela por uma bola a zero e continuam a acreditar.

Recta final neste Campeonato Nacional de Seniores , agora que faltam tres jornadas para o final. 
Jose Lobo promoveu algumas alterações no onze inicial , com a entrada de Emerson e o posicionamento de Madior a extremo direito.
Esta era mais uma final antecipada para os Ninenses nesta luta pelo acesso ao play-off, e o adversario era um tranquilo Mirandela que no entanto não veio a Nine facilitar a vida aos famalicenses. O facto é que foram mesmo os visitantes a começar melhor, com mais posse de bola e criando algum perigo perto das redes de Andre Ferreira. Logo aos oito minutos, Djibril falha a emenda fatal, num bom cruzamento de Billa pela esquerda. O lance serviu para acordar os locais, que chegou ao golo praticamente numa das primeiras aproximações ás redes de Pedro Fernandes. 
Boa combinação entre Madior e o capitão Helder Guimarães, e este ultimo a assitir com mestria a cabeçada fulminante de Bruno Silva, que assim abriu o marcador para os ninenses. 

Bruno Silva conseguiu contornar a marcação dos centrais mirandeses por varias vezes
O golo galvanizou os famalicenses, e Emerson logo de seguida tenta surpreender o guarda-redes visitante com um remate direto á baliza. Pouco depois, contrariedade para os de Nine , com Ruizinho a sair lesionado , ele que tinha sido um dos melhores em campo. A entrada de Capela acabou por colmatar a saida do extremo ninense, e a equipa de Nine continuou a fazer uma boa exibição, com o avançado Bruno Silva a falhar clamorosamente nova cabeçada á passagem da meia hora de jogo. Novos sinais de perigo até ao intervalo só mesmo para o ninense e ambos pelo mesmo protagonista. Num primeiro lance, Capela remata com violencia á entrada da area, mas o central forasteiro Telmo corta com bravura. Já perto do intervalo, Capela aparece isolado, mas Pedro Fernandes foi enorme entre os postes e defende para canto. 
O segundo tempo trouxe um Mirandela mais afoito, á procura do golo do empate. O primeiro quarto de hora revelou-se quase dramatico com a bola a rondar por varias vezes as redes de Andre Ferreira. Aos cinco minutos, é Helder Oliveira quem corta com dificuldade uma bola onde apareciam Djibril e Billa para faturar o golo do empate. Logo de seguida é Andre Ferreira que defende para canto uma cabeçada de Adriano, esboçando a defesa da tarde.  Aos poucos, o Ninense foi sacudindo a pressão, e equilibrando as operações. Aos vinte minutos, Bruno Silva tem boa oportunidade , mas deixa-se desarmar por Ruca. Começou a dança das substituições e Badará entra para o lugar do extenuado Bruno Silva. No lado do Mirandela, o seu treinador Nuno Lima faz entrar Fabio Fortes e Nuno Paulo. As substituições relançaram o jogo, com os de Nine a procurarem um contra-golpe , enquanto os de Mirandela começavam a apostar tudo nos lançamentos longos para os homens da frente.

 Já perto do final, Capela escapa pela esquerda e tenta centrar, mas Corunha a cortar o lance com a mão. Na sequencia do livre, Helder Guimarães remata colocado, mas Pedro Fernandes defende com categoria um golo quase certo. Na resposta, acontece o momento da partida. Faltam menos de dez minutos para o final do desafio, e o arbitro da partida considera um corte "nas orelhas" da bola de Renato como um atraso ao guarda-redes. Muita tensão e nervosismo , só suplantados após a cobrança do livre indireto, com a bola a ser aliviada após queimar a linha de golo da baliza de Andre Ferreira. 


Os minutos finais foram jogados de uma forma muito intensa. De um lado um Mirandela a tentar as bolas bombeadas para a area local, e do outro lado um Ninense a tentar serenar o jogo. O facto é que foram mesmo os de Nine a quase ampliarem o resultado. Primeiro é Armando que fica com a bola , mas escorrega , perdendo o lance. Badara teria mesmo a perdida da tarde, com a baliza deserta á mercê, mas Adriano conseguiu desviar a trajetoria da bola em esforço. 
O apito do arbitro para o final surgiu logo depois, com a vitoria dos locais. 
Uma boa arbitragem , sempre em cima dos lances, e com criterio largo, promovendo o dialogo com os jogadores ao invés do rigor disciplinar.
Continua esta equipa e massa associativa a acreditar, agora que faltam tres jogos, estando marcada nova final para Vila Verde no proximo Domingo. 

"Deixo um pedido aos socios do Ninense para que continuem a acreditar no sonho da permanencia. Enquanto for matematicamente possivel, nós acreditamos. Estes jogadores vão fazer um bom final de epoca onde iremos procurar as tres vitorias de que precisamos para ir aos play-off".  
Jose Lobo, treinador do Ninense

" Entramos melhor em campo, dominando o jogo, mas sentimos o golo do Ninense. O Ninense jogou com as armas que tem, e nesta altura há que tambem dar os parabens ao vencedor. Se calhar tivemos mais oportunidades de golo em todo o jogo que o adversario, mas o Ninense aproveitou bem o nosso erro." 
Nuno Lima, treinador do Mirandela.

Ficha de Jogo 

Complexo Desportivo Ninense

AD NINENSE 1 MIRANDELA 0

Arbitro : Rui Mendes (AF SANTAREM ) com Pedro Lopes e Adriano Sousa

Pelo Ninense jogaram: Andre Ferreira, China, David ( Fabio 77'), Armando, Bruno Silva (Badara 67'), Helder Oliveira, Renato, Helder Guimaraes, Madior, Ruizinho ( Capela 26'), e Emerson.
Treinador : Jose Lobo

Pelo Mirandela jogaram: Pedro Fernandes, Edgar Abreu ( Loureiro 86'), Bruno Graça, Corunha, Telmo (Fabio Fortes 58'), Ruca, Billa, Joao Amaral, Adriano, Rui Lopes e Djibril (Nuno Paulo 72').
Treinador : Nuno Lima

Marcador: Bruno Silva (20')

Disciplina: Amarelos: Bruno Graça (69'), Renato (78'), Fabio (86') e Badara (90+3').

Sem comentários:

Publicar um comentário