domingo, 6 de abril de 2014

Seniores: Minutos finais foram fatais


Ninenses venderam cara a derrota perdendo nos instantes finais da partida.

Em mais um jogo a contar para o Campeonato Nacional de Seniores, o Ninense jogava em Viana mais uma decisiva cartada na luta pela manutenção. 
Era grande a expectativa sobre esta partida, já que o Ninense estreava no banco o novo tecnico Jose Lobo, treinador contratado esta semana. A equipa de Nine apresentava-se bastante desfalcada , e entre castigados e lesionados contava apenas com quinze atletas seniores, socorrendo-se assim aos tres juniores Picó, Peixoto e Seveiro. No onze inicial aparecia Fabio e Bruno Silva na frente de ataque.
Fabio Carvalho foi titular no onze ninense 
O jogo começou com uma excelente oportunidade para o Vianense, mas o remate de Vitor Sousa saiu perto do poste de Andre Ferreira. Na resposta, Helder Guimaraes chuta á entrada da area, mas Paulo Cunha encaixou com segurança. O Vianense começava a tomar conta do jogo, encostando o Ninense no seu meio campo, mas o ultimo passe revelava-se perdulario e a defensiva ninense chegava para as encomendas, com Fabio a dar bem conta do recado nesta sua estreia a titular. Apesar de bem disputada, e pautada por algum equilibrio, a primeira parte acabava por ter poucos lances de golo, com o Vianense a criar perigo já perto do intervalo num contra-ataque , mas Helder Oliveira cortou com segurança para canto quase na linha de golo. 

O segundo tempo trouxe um Vianense mais perigoso, com o Ninense a jogar com as soluçoes de que dispunha, mas muita compacta e solidaria, defendendo com unhas e dentes as redes de Andre Ferreira. Aos cinco minutos, Adul cabeceia ao travessão da baliza ninense. Na resposta, Bruno Silva quase surpreende o Vianense ao cabecear sem oposição ao segundo poste mas a bola a sair a centimetros do poste. Poucos minutos depois, lance parecido, mas no meio campo ninense, que desta feita resulta em golo. Livre marcado para o Vianense, numa especie de canto curto, e Amaral aparece tambem ele isolado ao segundo poste cabeceando livre de marcação , fazendo o tento vianense. 
A resposta ninense aparecia timida, salpicada com alguma ansiedade, que valeu cartões amarelos a Helder Guimaraes e Joao Cruz. Meia hora de jogo do segundo tempo, e embora com muita vontade, os famalicenses causavam pouco perigo. Do lado dos de Viana, mais uma perdida, com Adul a proporcionar grande defesa a Andre Ferreira.  Primeira substituição no Ninense e minuto seguinte , golo do empate;
O recem-entrado Badara domina a bola, e desmarca Bruno Silva que dribla dois defesas e remata para as redes de Paulo Cunha.

No entanto, a defensiva ninense revelava-se bastante permeavel durante toda a partida, e no lance imediato quase sofria novo golo, mas Andre Ferrreira , com defesa arrojada, segurou o esferico.  Na resposta, o Ninense teve oportunidade de ouro de chegar á vantagem, mas Badara, isolado, não conseguiu desfeitear o guardião de Viana. 
O Vianense começou então a encostar o Ninense ás cordas, e a equipa teve de ser retocada , com Fabio e Renato a sairem por lesão no lado dos ninenses. 
Apesar dos seis minutos de descontos dados pelo arbitro, este Ninense dava tudo por tudo para segurar o empate, mas acabou por sofrer o tento da derrota já nos descontos, com Magalhaes a aparecer acampado na area ninense e a fazer facilmente o golo da vitoria do Vianense. Muitos presentes no Estadio Jose de Matos comentavam que havia fora-de-jogo no lance, o que acabou por indignar alguns dos numerosos ninenses que marcaram presença em Viana do Castelo este Domingo. 
Se o Ninense pode dizer que alcançara o empate com alguma fortuna, já que os comandados de Ricardo Silva tiveram bem mais chances de golo que os famalicenses, acaba por ser crua e dura a forma como se averbou esta derrota , depois de mais de noventa minutos de entrega ao jogo por estes atletas. Mas a magia do futebol é mesmo isto. Tal como na vida, o futebol é feito de tristezas e alegrias. 
Nada que impeça os adeptos nesta epoca historica de acompanhar a sua equipa. Foram largas dezenas os adeptos ninenses que marcaram presença em Viana, acompanhando a sua equipa do coração. 
Perguntava-me um adepto de Viana, como pode uma equipa em posição tão precária na tabela classificativa, trazer tanta gente e sempre a apoiar incondicionalmente a equipa. "Esta é a mistica do adepto ninense", respondi sem hesitação...
Muitos Adeptos ninenses na visita a Viana
Ficha do Jogo 

Estadio Jose de Matos

SC Vianense 2   -   AD Ninense  1
Arbitro :  Rui Oliveira  ( AF PORTO )

Pelo Vianense jogaram: Paulo Cunha, Adul, Miguel (Andre 83'), Ruizinho, Yero, Amaral, Coentrão, Rui Faria (Magalhaes 62'), Marcelo, Vitor Sousa e Ruben.

Pelo Ninense jogaram: Andre Ferreira, Fabio ( Tiago Oliveira 76'), Armando, Helder Guimaraes, China, Ruizinho, Bruno Silva, Capela, Joao Cruz (Badara 71'), Renato (Tiago Fernandes 89'), Helder Oliveira.

Marcadores:  Amaral (63'), Bruno Silva (74') e Magalhaes (90+2).
Disciplina: Amarelos:  Ruizinho (47'), Fabio (62'), Helder Guimaraes (65'), Joao Cruz (67´), Armando (78´), Badara (86'), e Andre (86').
Vermelhos: Nada a assinalar.

Sem comentários:

Publicar um comentário