domingo, 30 de março de 2014

Juniores reforçam liderança no Campeonato

Meia hora em campo foi suficiente para Filipe bisar na partida 
Segunda parte demolidora com três golos carimbaram vitoria  sobre os Ceramistas.
Tarde de sol em Galegos S.Martinho onde muito se decidia sobre este interessante campeonato de Juniores,  num jogo onde opunha os primeiros classificados do campeonato, as equipas do Ninense e Ceramistas.
Talvez por isso se antevia um jogo equilibrado o que acabou por acontecer apenas no primeiro tempo. De facto, o desafio começou com as equipas a arriscarem pouco e as oportunidades de jogo escassas. O golo da equipa da casa, já perto do final do primeiro tempo, acabou por resultar de um dos poucos erros defensivos de ambos os conjuntos , neste caso com o Ceramistas a capitalizar um erro colectivo ninense, que foi lenta a aliviar uma bola perdida na sua área, com o atacante barcelense a fazer o golo inaugural com alguma facilidade.  A equipa de Nine jogava bem, parecendo adaptar-se bem ao piso do terreno, em especial com Jordan e Picó nas alas a conseguirem por vezes escapar á marcação impiedosa dos alas da casa.

Muita garra de Jordan , quer a atacar ou a defender 
O Ceramistas tinha feito da entrega e da disponibilidade física o seu ponto forte no primeiro tempo, algo que acabou por prejudicar a equipa no segundo tempo, com muitos jogadores da casa a caírem prostrados no terreno com caimbras  ou a saírem lesionados. Mas vamos já lá.
Mesmo com a derrota ao intervalo, os pupilos de Sergio Campelo fizeram ecoar do balneário o grito de guerra, mostrando que vinham dispostos a lutar por um resultado diferente na etapa complementar. E assim foi. O segundo tempo foi dominado pelo Ninense, encostando o Ceramistas ás costas. No meio campo, Luis Peixoto e Jorge Fonseca começavam a pegar no jogo, lançando rápidos ataques nos alas Jordan e Picó.  No centro de ataque, Higor fazia um jogo inteligente, procurando fugir á marcação dos impiedosos centrais da casa. Sergio Campelo decidiu então pela entrada de Filipe, que haveria de ser crucial na reviravolta do marcador.  Jordan seria o primeiro dos sacrificados, ele que fez um trabalho importante no desgaste físico do adversário.  Em cinco escassos minutos, o Ninense fez valer os seus trunfos e marcou dois golos. Primeiro, na sequencia de um canto , a bola sobra para o central Veloso, que fuzila as redes dos da casa. 

Veloso abriu o caminho da reviravolta no marcador
Passados poucos minutos de ter entrado, Filipe tem lance de genio, e rubrica o golo da tarde, com um remate poderosíssimo  a trinta metros que colocou o Ninense na frente do marcador. Haveria ainda oportunidade para o guarda-redes ninense Daniel brilhar , quando um atacante do Ceramistas ficou isolado , mas Daniel , rápido sobre a bola evitou o golo do empate. No entanto, os da casa sentiram o golo e nunca mais conseguiram encontrar-se no jogo. Coube ao Ninense as mais claras oportunidades para sentenciar a partida. Luis Peixoto, por um punhado de vezes teve o golo da tranquilidade nos pés, mas ambos os remates saíram ao lado.
Muita luta e virilidade no jogo entre Ceramistas e Ninense
No entanto o terceiro golo do Ninense acabaria por acontecer. Filipe escapa bem á marcação dos extenuados centrais da casa, e á saída do guarda-redes faz novamente um golo de efeito , bisando na partida.

O jogo estava no final, mas haveria tempo ainda para duas expulsões. O mau perder por vezes leva a actos irreflectidos, e um jogador do Ceramistas agride Vitó, deixando-o prostrado no chão. O jogador ninense levanta-se para tirar satisfações com o adversário, e o arbitro , em decisão salomónica, acaba por expulsar ambos os jogadores. Pouco mais haveria a acrescentar na partida, com o resultado final de três bolas a uma para o Ninense que soma assim importante vitoria neste campeonato. Uma palavra de apreço a estes Ceramistas que tem excelente equipa, e que merecem sem duvida terminar o campeonato nos lugares cimeiros da tabela classificativa. De realçar o excelente desafio dos miúdos de Sergio Campelo esta tarde. Uma grande equipa, que não se atemorizou com o resultado negativo, com muito espirito de equipa, muitos voluntariosos a atacar e muito solidários a defender, a exemplificar o que é a verdadeira união do grupo.

Sem comentários:

Publicar um comentário