quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Ecos da Imprensa sobre o jogo Ninense-Terras do Bouro



In "Correio do Minho"

"João Dias abriu caminho ao triunfo e Cesário fechou a contagem. Domínio total da equipa famalicense, numa demonstração de bom futebol."

"Um autêntico festival de classe e futebol rumo aos oitavos-de-final da Taça Associação"

"O golo embalou a equipa de Hugo Santos para um verdadeiro festival e show de bola."

“É sempre importante ganhar, ainda por cima, frente a um adversário bastante valioso como é o Terras de Bouro. Conseguimos fazer um jogo tranquilo, marcámos em alturas chave, controlámos e conseguimos não sofrer golos. Vamos agora aguardar pelo próximo adversário. As equipas já se defrontaram uma vez este ano, é normal que já se conhecem rotinas e dinâmicas. Conseguimos anular algumas situações e só por duas vezes o Terras de Bouro tinha sofrido dois golos este ano. Sofreram dois, até podiam ter sido mais. Estamos contentes por termos ultrapassado uma equipa valiosa, é menos um adversário na Taça, passamos aos oitavos-de-final e vamos agora dar continuidade ao trabalho, sabendo que na próxima semana temos uma deslocação muito complicada a casa do Serzedelo, onde vamos procurar a melhor série desta época, com três vitórias consecutivas. Em duas ou três semanas é impossível mudar muita coisa. Aproveitei algumas coisas que estavam muito boas, o grupo é excelente, conseguimos passar algumas ideias e dar o nosso cunho pessoal. Temos de dar continuidade, sabendo que há um grande caminho pela frente. Queremos ter uma palavra a dizer tanto no campeonato como na Taça Associação.”
Hugo Santos, Trenador do Ninense 


“Dar os parabéns ao Ninense, porque ganhou, em primeiro lugar. Estou orgulhoso da minha equipa e dos meus jogadores. Penso que vamos centrar agora no campeonato, que é o nosso grande objectivo. Sabíamos que não íamos ganhar a Taça, porque o sorteio condicionou-nos logo. Tivemos muitas oportunidades, mas o comboio em Nine costuma passar às três, hoje passou às duas e meia e nós tivemos algumas dificuldades em gerir a passagem do comboio. Faltou marcar golos e não sofrer os dois que sofremos, principalmente o segundo. Devia ser um atentado ao futebol, um golo com três metros de fora-de-jogo, antes não há falta. Disse pessoalmente ao senhor juiz que já o vi fazer muito melhor e disse ao auxiliar que lhe faltou personalidade para apitar do lado da bancada do Ninense. Para não falar do lance ao minuto 44, que há uma placagem que podia ter dado o 1-1. Ficámos fora do jogo muito depressa. E depois até parece fácil para a outra equipa. Sem retirar mérito à vitória do Ninense, tenho muito respeito por este clube, fui campeão pelo Ninense dois anos e tenho muito respeito. Agora, por si só o jogo era difícil, mas com alguns equívocos da terceira equipa tivemos dificuldade em discutir o jogo.
Joao Salgueiro, Treinador do Terras Bouro 

In "Diario do Minho"

"Endiabrado Joao Dias pôs Ninense na proxima fase"

“É sempre importante ganhar, ainda por cima diante de um adversário forte como é o Terras Bouro. Conseguimos fazer um jogo tranquilo , marcamos em alturas-chave do jogo, controlamos a partida e conseguimos não sofrer golos. Fomos a melhor equipa e ganhamos bem. As equipas já se tinham defrontado este ano, já conhecíamos algumas rotinas e conseguimos anular uma ou outra situação perigosa.”
 Hugo Santos, Treinador do Ninense 

“ Queria dar os parabéns ao Ninense por continuar na Taça, mas estou orgulhoso da minha equipa , dos meus jogadores e da minha direção. Agora vamos nos centrar no campeonato que é o grande objectivo. Sabíamos que não iríamos ganhar a Taça, porque calhou-nos em sorte uma grande equipa, que tem argumentos e agora tem mais , porque se reforçou bem. Tivemos muitas oportunidades. Agora, o comboio costuma passar em Nine ás três, mas hoje passou ás duas e meia…”
Joao Salgueiro , Treinador do Terras Bouro 


Sem comentários:

Publicar um comentário