domingo, 26 de novembro de 2017

Nova vitoria do Ninense no campeonato

Muita luta no meio campo , num jogo onde o Ninense foi mais feliz
 
Diz a sabedoria popular que por vezes a sorte dá muito trabalho. Este podia ser bem o resumo do jogo desta tarde, onde o Ninense recebeu e bateu o conjunto do Marinhas por duas bolas a uma, com o golo da vitoria a aparecer nos instantes finais, num jogo com escassas oportunidades de golo , mas mesmo assim emotivo e com a incerteza do resultado até ao apito final. 
O desafio começou praticamente com o golo dos homens da casa. Logo ao minuto dois, canto batido por Martins , e Paulo Ricardo aparece no segundo poste colocando o esférico nas redes visitantes.  
O jogo parecia controlado pelos comandados de Hugo Santos, mas o Marinhas acabaria por chegar ao empate um pouco contra a corrente do jogo, com Diogo Novo a perder uma bola em zona proibida , e Miguel Monteiro a aparecer isolado perante o guardião Marafona. 
Paulo Ricardo abriu a contagem logo no segundo minuto do desafio
A segunda parte começou de forma equilibrada, com muita luta no meio campo, e aos poucos o Marinhas foi se acercando das redes ninenses. Socrates , que começou a partida no banco, entrou ao intervalo e juntamente com Rui Gomes, assumiam as despesas na frente de ataque. 
Perto da meia hora , o momento do jogo que podia ter pendido o resultado final. Diogo Novo comete grande penalidade ao tentar cortar uma bola, mas na marcação da grande penalidade, Marafona voa para o esferico, e segura o empate com segurança. 
O lance deu animo para os locais , que se lançaram desenfreadamente na frente de ataque. Hugo Santos lança a ultima cartada já perto do final , rendendo o incansavel Rui Gomes por Diogo Junior, e já perto do minuto 90, após uma bola bombeada para a area visitante, o suspeito do costume - Socrates -, ganha a bola no ar e num remate a meia volta de primeira , faz beijar a bola nas redes de Pinha, guardião do Marinhas.
Os golos deram um ar colorido ao desafio, e embora tenham sido marcados um pouco contra a corrente do jogo, pode-se dizer mesmo que o Ninense foi feliz em quase todos os momentos de jogo - seja ao defender a grande penalidade, seja a marcar já no minuto 90. Mas como diz o ditado , por vezes ter sorte dá muito trabalho. 
Marafona foi fundamental na partida ao defender uma grande penalidade
Palavra também de apreço para este conjunto do Marinhas, estranhamente nesta situação na tabela classificativa. Uma equipa com alma e coração, que não desiste da luta , e cujos escassos pontos amealhados não reflectem certamente o seu valor real.
O trio de arbitragem liderado por Gaspar Castro teve uma exibição exemplar. Não se atemorizou com o desenrolar do jogo, decidiu assertivamente no momentos chave do desafio,  e acima de tudo tentou sempre deixar jogar sem prejudicar o espetaculo. 
Com esta vitoria, num cumulativo de nove encontros sem perder, o Ninense subiu ao oitavo posto da tabela. 

Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Complexo Desportivo de Nine 

AD NINENSE 2 - FC MARINHAS 1 

Arbitro : Gaspar Castro auxiliado por Tiago Mendes e Vitor Dias 

Pelo Ninense jogaram : Marafona, Martins, Paulo Ricardo , Rochinha, Diogo Novo, Xavier, Ventura (Nuno Afonso 65 m), Venú, Tiago Silva, Jonas (Socrates 45 m), Rui Gomes (Diogo Junior 80 m).
Treinador : Hugo Santos 

Pelo Marinhas jogaram: Pinha, Mix, Bruno, João (Mauricio 71 m), Rodrigo (Luca 76 m), Miguel Monteiro, Abilio, Jeronimo, Nandinho, Rui Azevedo (Gramoso 85 m) e Mouquinho.
Treinador : Rui Vasquinho 

Marcador: Paulo Ricardo ( 1-0  aos 2 m), Miguel Monteiro (1-1 aos 35 m) e Socrates (2-1 aos 89 m).

Disciplina : Amarelos : Jonas (35 m), Mix (59 m), Rodrigo (65 m), Nandinho (83 m), Jeronimo (85 m), Marafona (90 + 2 m). 


Sem comentários:

Publicar um comentário