sábado, 21 de setembro de 2013

Juniores do Ninense secaram Ribeirão em tarde de calor

Peixoto fez o primeiro golo oficial dos Juniores esta temporada 
 Os Juniores do Ninense bateram o Ribeirão esta tarde por tres bolas a duas, em jogo a contar para a I Eliminatoria da Taça AF BRAGA.
Diriam muitos que tinha saído a "fava" ao Ninense, ao defrontar logo na primeira ronda uma equipa da Divisão de Honra , que á partida, deveria ter outros pergaminhos do que esta equipa de Nine, que foi muito remodelada , com muitos Juniores de primeiro ano no plantel. 
No entanto , há que dizer , a vitoria teve tanto de justa como merecida por parte dos pupilos de Sergio Campelo.
O Ninense surpreendeu , jogando um bloco baixo, procurando o erro do adversario.  Diogo Matos apareceu no onze inicial como falso ponta de lança , recuando com frequencia ao meio campo, deixando os centrais do Ribeirão algo confusos na marcação. Aproveitando esses desacertos defensivos, apareciam Gil e Jordan supersonicos a desmembrar a defensiva dos visitantes. 
Peixoto foi o pulmão que o Ninense precisou durante todo o jogo para dominar o meio campo, e a sua exibição viria a ser coroada com um golo na etapa inicial. Livre marcado a cair na pequena area e o guardião e central do Ribeirão a desviar a bola com os olhos, com a bola a só parar no fundo das redes. 

Lance do primeiro golo com central e guarda-redes a ver a bola a entrar 
 Estava aberto o activo no marcador, mas o Ribeirão logo empataria com uma hesitação defensiva a sair caro aos ninenses e a bola a sobrar para o atacante ribeirense a bater facilmente Daniel, guarda-redes do Ninense.
Na resposta , novo golo do Nine, com provavelmente o golo do jogo. Tiago , uma cara nova, dribla dois adversarios no meio campo, enche o pé e num remate a 25 metros faz um golo de grande efeito. 

Grande estreia no Ninense para Tiago com o golo da tarde 
Tempo de intervalo, com o muito calor a convidar os adeptos a ir ao Bar do Nine para um refresco. 
No segundo tempo, o Ribeirão tentou acercar-se das redes dos da casa, mas a defensiva local parecia dominar o impeto dos forasteiros. No entanto , numa jogada aparentemente inofensiva, o arbitro marca grande penalidade, sancionando uma falta de Veloso sobre um visitante. Na marcação do castigo maximo , Daniel ainda adivinhou o lance, mas a bola foi bem batida, nao dando hipoteses ao keeper local. 
Jorge Fonseca tinha rendido Tiago ao intervalo, e Sergio Campelo depressa esgotou as substituições, com a entrada de Picó e Vitó, para refrescar a frente de ataque, com Vitor e Gil a darem tudo em campo, e a saírem exaustos das quatro linhas.
Veloso foi decisivo nas alturas 
O treinador acabou por ser feliz e o Ninense também, já que poucos minutos após a sua entrada, Vitó faria o golo da vantagem , após insistencia de Jordan e Veloso na linha lateral .  O jogador do Ninense recebeu a bola á entrada da area, resistiu á tentação de rematar de primeira , e com um pequeno toque driblou o central do Ribeirão , ficando cara a cara com o guarda-redes e rematando cruzado sem dar hipoteses aos forasteiros.
Vitó carimbou vitoria sobre o Ribeirão com o terceiro golo dos de Nine
Daniel ainda iria brilhar no jogo com duas defesas soberbas a segurar esta vantagem para a 2ª mão da eliminatoria que apesar de ser curta, tem tudo de merecida.


Sem comentários:

Publicar um comentário