domingo, 17 de maio de 2015

Declarações do treinador Hugo Santos no final da partida



No final da partida, Hugo Santos era um treinador desiludido com o empate, mas feliz pelo trabalho desenvolvido sob a sua orientação. Aqui ficam as suas declarações. 

" Foi um jogo de sentido unico, á imagem de outros jogos que disputamos no passado. Infelizmente não conseguimos concretizar uma jogada que nos desse golo , e a ansiedade foi tomando conta dos jogadores. Tivemos sete a oito claras oportunidades para marcar. Depois apareceu o penalti no ultimo minuto, e acabou por se confirmar a sina desta equipa, com mais um castigo maximo desperdiçado. Fica aquela sensação amarga de mais dois pontos perdidos que inclusivamente ditaram a descida ao quarto lugar do campeonato. Repare que na jornada passada lutavamos pelo primeiro lugar , e terminamos em quarto. A sensação não pode ser outra que não esta sensação amarga. Acabamos por fazer uma grande segunda volta onde apenas o Maria da Fonte fez mais pontos que nós, e onde disputamos jogos com elevado grau de dificuldade. Era nosso proposito quando aqui chegamos colocar o Ninense na luta pela decisão do titulo e acabamos por o conseguir por varias ocasiões. Sabiamos que havia um lote de tres a quatro equipas que tinham condições para isso, mas que igualmente iriam haver tres que ficariam tristes no final por não conseguir esse objectivo. Infelizmente nós fomos uma delas. Sobre o que falhou considero haver alguns factores: Quinze empates são demasiados empates para uma equipa que pretende ser campeã; são trinta pontos perdidos em quarenta e cinco; por outro lado, temos tambem a estatistica dos golos marcados e sofridos. Fico contente que tenhamos sido a defesa menos batida e com somente cinco derrotas em todo o campeonato; não acho que o registo de golos ( quinto pior ataque da prova) seja relevante, já que costumo dizer que estar a ganhar por um zero é como se estivesse a golear. Repare que das quatro equipas que desceram , apenas o Celeiros tem menos golos marcados que nós. No entanto , as outras equipas , mesmo com mais golos marcados que o Ninense , acabaram por descer. Depois existem outros factores extra-futebol que condicionaram a nossa prestação. O Ninense teve que jogar contra um Ronfe na sua força maxima ( saldo de um empate e uma derrota) , enquanto outras equipas jogaram contra os seus juniores. Depois o calendario de jogos tambem não ajudou; tivemos uma sequencia de jogos terriveis e todos decisivos. Finalmente as lesões no plantel. Repare que nos ultimos dez jogos em nenhum pude fazer as tres substituições. Hoje foi um exemplo disso mesmo. Tive de meter um junior, que até entrou bem no jogo. Mas existem tambem aspectos bons a salientar. Penso que com a nossa presença criamos uma familia , um bom grupo de trabalho e de amigos, onde não foi registado um unico caso de indisciplina. Agradeço ao presidente e a toda a direção a confiança depositada em mim e ao apoio da massa associativa e penso que este Ninense da segunda volta do campeonato pode ser uma equipa de grande futuro." 

Hugo Santos , treinador do Ninense

Sem comentários:

Publicar um comentário