domingo, 18 de outubro de 2015

Ninense de regresso ás vitorias com triunfo sobre Taipas


 
Rol de oportunidades perdidas resultou num triunfo escasso do Ninense  por uma bola a zero frente ao Taipas num jogo onde os dois guarda-redes do Taipas foram os protagonistas da partida.

O muito publico que marcou presença este Domingo no Complexo Desportivo de Nine viu a equipa famalicense regressar aos triunfos por um triunfo magro que não espelha a exibição e o rol de chances desperdiçadas pelo conjunto ninense em todo o jogo.
O Taipas, uma das boas equipas deste campeonato,  tinha quatro vitorias e um empate como resultados nas ultimas jornadas, o que fazia antever um jogo equilibrado. 
Curiosamente, a primeira oportunidade do desafio foi para os forasteiros. Rui Gomes conseguiu isolar-se perante o guardião ninense Andre Ferreira, mas desviou muito a bola e a oportunidade esfumou-se.  
Após este lance , os comandados de Hugo Santos tomaram as redeas da partida , e não mais permitiram a audacia dos forasteiros. Socrates deu o primeiro aviso, ao rematar cruzado com perigo. Há passagem do quarto de hora, Andre , guardião da equipa taipense, deu um autentico brinde aos de Nine ao cobrar mal um pontape de baliza.  Venú roubou a bola ao central do Taipas, e sem dificuldade bateu o guarda-redes sem dificuldade. 

Aos vinte minutos , rapido contra-ataque do Ninense e Antonio num corte em esforço , quase marca auto-golo na baliza do Taipas.  O conjunto vimaranense acusou em muito o golo sofrido e não demorou muito para Andre borrar novamente a pintura.  Cadete , avançado ninense, em rapida desmarcação , correu para a baliza, e o guardião forasteiro, em desespero, corta a trajectoria da bola com a mão fora da grande area, quando Cadete se preparava para marcar.  O arbitro da partida não teve duvidas e acabou por expulsar o atleta , que rubricou assim uma tarde para esquecer.  Ricardo Teixeira teve de mexer na equipa , fazendo entrar o guardião Luis para o lugar do sacrificado Fausto. 
Minutos depois , instalou-se novamente o panico perto das redes dos visitantes, com uma serie de carambolas a culminar na cabeçada de Socrates por cima da baliza. Os minutos finais da primeira parte foram de um autentico assalto ás redes forasteiras. Socrates cabeceia novamente por cima. Cadete, um dos homens do jogo, remata á meia volta e Luis defende com bravura para canto um golo quase certo. 
Este lance serviria de mote para uma grande exibição do guardião que rendera o colega minutos atrás. 
Já perto do intervalo, Ventura sai lesionado e promove o regresso de Joao Dias á competição após paragem por lesão. 
No regresso do intervalo, o Taipas entrou melhor em campo, e em escassos cinco minutos conseguiu criar mais perigo do que no primeiro tempo inteiro. Ainda assim , foi sol de pouca dura, e aos sete minutos, Venú aparece isolado frente a Luis, mas remata a centimetros  do poste. Minutos volvidos, nova grande jogada de Cadete que centra com perigo, mas Silvio corta em esforço para canto. Na sequencia do canto ,ainda se gritou golo, mas Luis foi buscar a bola á gaveta após boa cabeçada de China. 
Pouco depois, novo centro pela esquerda e Cadete em pontape de bicicleta quase marca o golo da tarde. Luis estava novamente no caminho da bola. Entravamos no ultimo quarto de hora de jogo. Venú e Cadete iam-se destacando na frente de ataque pondo a cabeça em agua ao sector defensivo taipense. Hugo Santos substitui o esforçado Socrates por Tó Barbosa, com o ponta-de-lança ninense a colaborar para mais uma lista de oportunidades de golo eminentes  para os locais. Primeiro seria Davide que com uma bomba de fora da area testou os reflexos de Luis. Depois um desvio subtil de Tó Barbosa quase resultava numa entrada de sonho na partida. A bola passou a milimetros do poste. Christophe entraria nos minutos finais da partida substituindo Cadete e o extremo ninense deu provas de querer tambem ele discutir um lugar no onze de Hugo Santos. Primeiro , com um canto directo, levou a bola a bater com estrondo no poste. Depois , em jogada individual, fintou dois defesas e rematou para Luis brilhar novamente. 
O jogo acabaria logo de seguida, com o resultado a ficar escasso perante o caudal ofensivo desenvolvido pelos famalicenses, em grande parte tambem por culpa de um guarda-redes que teve bem mais competencia do que o colega que rendera no primeiro tempo. 
Do lado ninense , destaque para Venú e Cadete, um autentico maestro no meio campo dos de Nine e um quebra-cabeças na frente de ataque, dando contributo fundamental para a justa vitoria  do Ninense.
O trio de arbitragem, liderado por Vitor Barbosa, rubricou uma excelente prestação em campo.  Foi sempre assertivo, num jogo nem sempre facil de dirigir mas onde disciplinarmente e nos lances capitais da partida, esteve á altura do desafio.

"Queriamos muito regressar ás vitorias nesta partida. Tanto nós, equipa tecnica, como jogadores, tinhamos a magoa da derrota em casa frente ao Terras de Bouro, pelo que nos mentalizamos que a vitoria era fundamental nem que fosse por meio a zero. Tentamos perceber as nossas oportunidades, respeitamos o adversario e criamos inumeras chances de golo, estimo que mais de dez. Não sei se o Taipas esteve abaixo do seu habitual, mas tinha a seu favor um historico de vitorias recentes assim como era a unica equipa que marcara em todos os jogos disputados na Pro-Nacional. Nesse aspecto, a solução estava mesmo no banco, pois penso que o seu guarda-redes entrou  muito bem e foi o responsavel de levar este resultado até ao final da partida. " 
Hugo Santos , treinador do Ninense


Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Complexo Desportivo Nine 

AD NINENSE 1 - CC TAIPAS 0 

Arbitro : Vitor Barbosa auxiliado por Joao Lamela e Daniel Vale 

Pelo Ninense jogaram: Andre Ferreira, Martins, China, Davide Caseiro, Venú, Barroso, Hugo Pinheiro , Ventura (Joao Dias 45 + 2 m), Cadete (Christophe 86 m), Nelson Oliveira, Socrates ( Tó Barbos 75 m). 
Treinador Hugo Santos 

Pelo Taipas jogaram:  Andre, Silvio, Dunio, Bruno Machado, Rui Gomes, Diogo (Simão 67 m), Inacio, Fausto (Luis 29 m), Ruben (Bruno 54 m), Antonio, Paulinho. 
Treinador: Ricardo Teixeira 

Marcador: Venú ( 15 m)

Disciplina:  Amarelos:  Bruno Machado (36 m), Venú ( 61 m), Bruno ( 71 m), Davide ( 73 m).
Vermelho directo a Andre (29 m).

Sem comentários:

Publicar um comentário