domingo, 20 de março de 2016

Ninense cai de pé peranter o lider da prova




Lance polemico á entrada do ultimo quarto de hora de jogo foi fundamental na derrota caseira do Ninense por duas bolas a zero perante o Merelinense. 

O cronometro marcava 75 minutos de jogo e registava um nulo no marcador.  Pinheiro , central da equipa ninense é agarrado pelo ponta-de-lança bracarense Canetas e os dois jogadores acabam por enrolar no lance. O juiz da partida acaba por se equivocar e acaba por dar ordem de expulsão a Pinheiro.  O erro de julgamento do arbitro acabaria por ter contornos ainda mais relevantes, já que da marcação do livre, Telmo bate de forma irrepreensivel para aquele que seria o primeiro golo da tarde. 
Mas voltemos ao inicio. O jogo começou com um ritmo elevado com as duas equipas a procurarem assumir o jogo. Aos dez minutos, Venú remata com perigo ás redes de Marcos.  Perto da meia hora, Telmo marca um livre directo , mas Fabio defende com segurança para canto. Na marcação do canto, a bola quase entra, mas Pinheiro acaba por tirar a bola na linha de golo. O jogo acalmou , e apenas registaria novo lance de perigo antes do intervalo através de um remate perigoso de Christophe por cima do travessão da baliza de Marcos. 
A segunda parte começou como havia terminado o primeiro tempo. Muita luta, muita determinação, mas sobretudo com um Ninense a jogar em cima do adversario e a dispor de varias oportunidades para desfazer o nulo. Aos dez minutos , Tó Barbosa remata de longe para defesa facil de Marcos. Estava dado o mote para os ninenses, e num contra-ataque de quatro contra dois, o passe acaba por não sair da melhor forma e a bola sai pela linha de baliza. Barroso, lateral ninense, ensaia jogada individual e remata para a baliza, mas Simões, defesa forasteiro , consegue desviar a bola da baliza visitante.
 Logo de seguida é Tó Barbosa quem cabeceia ligeiramente por cima .  O Ninense apenas pecava na finalização. Micael Sequeira refresca o ataque bracarense com Canetas e minutos depois chega o lance polemico que ditou o desfecho da partida.Em inferioridade numerica e no marcador, o Ninense acabariam por sofrer a estocada final nos ultimos dez minutos , com Canetas a aproveitar uma desatenção na defensiva ninense, quando a equipa estava balanceada no ataque procurando chegar ao empate. O jogo não teria muita mais história  e pouco depois soaria o apito final.
No final ambos os tecnicos teceram a sua opinião sobre o desafio. Jose Rego considerou a expulsão do seu jogador como determinante no desenrolar da história da partida ao passo que Micael Sequeira fala numa vitoria justa da equipa que dominou totalmente a partida. 


 " Estava a ser um jogo equilibrado até ao momento da expulsão do meu jogador. Tudo bem que o Merelinense ganhe , mas a forma como foi arrancada a falta e o vermelho ao meu futebolista, faz-me ficar muito triste pelos meus futebolistas que tudo fizeram, e estão a ter uma atitude competitiva digna e honrada. 
Hoje foi um dia muito triste.  O fiscal de linha estava a informar mesmo ao meu lado o juiz da partida que havia sido primeiro falta atacante, mas acabou por ser o meu jogador expulso. Depois há que dizer que o Merelinense foi feliz na marcação do livre, dando golo. Mesmo assim, tivemos duas oportunidades pelo Tó Barbosa onde podiamos ter marcado e não o fizemos. Aí , a culpa também é nossa, e depois num contra-ataque , fazem o dois zero. No fim do jogo , cada um faz a sua analise e tem a sua ideia do que foi o jogo"
Jose Rego, treinador do Ninense

"Uma vitoria justa da melhor equipa, da equipa que pressionou alto , que criou duas situações flagrantes na primeira parte . Na segunda parte continuamos a pressionar alto acabando por fazer dois belissimos golos. A vitoria é incontestavel, foi a equipa que foi superior em todos os momentos de jogo, não consentimos espaço ao adversario, e os jogadores estão de parabens assim como a massa adepta. "
Micael Sequeira , treinador do Merelinense 

Ficha de jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Complexo Desportivo de Nine 

AD NINENSE 0 - MERELINENSE

Arbitro: Ricardo Ferreira auxiliado por Flavio Dias e Joao Viana 

Pelo Ninense jogaram: Fabio, Campos (Mauricio  60 m), China, Alexandre (Andre Araujo 83 m), Nelson (Jorge Fonseca  88 m), Barroso, Venu, Pinheiro, Cesario, Christophe e Tó Barbosa. 
 Treinador : Jose Rego

Pelo Merelinense jogaram : Marcos, Simões, Diogo, Joao Paulo, Miguel, Jonas, Beck, Davide (Ni 78 m), Telmo, Ferreira (Canetas 66 m) e Bié (Rui Andre 84 m).
Treinador: Micael Sequeira

Marcador: Telmo ( 75 m) e Canetas ( 81 m). 

Disciplina: Amarelos: Cesario ( 13 m), Simões ( 29 m), Venú (43 m), Davide ( 44 m),  Fabio ( 82 m), Telmo ( 85 m), Rui Andre (88 m).
Vermelho direto a Pinheiro (75 m).
 

 


Sem comentários:

Publicar um comentário