domingo, 3 de abril de 2016

Chuva de golos no triunfo ninense em Forjães

Cesario e Venú numa disputa de bola com Postiga

Vantagem de quatro golos ao intervalo dificilmente faria antever segunda parte frenetica onde o resultado final de cinco golos a três para os visitantes só foi selado nos descontos finais do desafio.

O Ninense levou de vencida esta tarde o conjunto do Forjães, numa tarde de golos registada com duas partes distintas em que o Ninense dominou o primeiro tempo e o Forjães acabou por estar melhor na etapa complementar , o que lhe permitiu levar a discussão do resultado até aos momentos finais.
O jogo começou praticamente com o golo ninense. Nelson Oliveira aproveita bem uma falha defensiva de Oscar e serve Mauricio que apareceu isolado ao segundo poste encostando para o primeiro. Joao Andre poderia ter empatado á passagem do quarto de hora, mas na cara de Fabio , rematou muito por cima. Pouco depois nova oportunidade dos locais , mas Alenitchev acabou por falhar novamente. O Ninense respondeu , com Tó Barbosa a rematar com violencia na area dos da casa, mas desta vez Oscar a salvar o golo forasteiro. Aos vinte e cinco minutos, novo erro individual para os forjanenses. China bate a bola longa para a frente á saida da area ninense. O guardião Naifas deixa o esferico bater no solo e acaba por ser traido com um chapeu do central ninense a uns bons setenta metros. Quatro minutos depois, novo golo ninense. Christophe , em jogada individual, despacha dois adversarios, e na cara de Naifas tem tempo para decidir o lado da baliza , marcando assim o terceiro da tarde. Já perto do intervalo, Andre repõe a bola rapidamente apanhando a defesa local desguarnecida, e Mauricio tem tempo para o centro perfeito encontrar a cabeçada letal de Tó Barbosa que coloca a bola na gaveta, levando o resultado de quatro golos para o intervalo. 
Nelson Oliveira foi dos melhores em campo.
 O descanso fez bem aos comandados de Jó Faria, que regressaram do balneario com ambição , procurando um resultado e exibição diferentes do primeiro tempo.
Aos dez minutos, Postiga cabeceia ao lado. Joao Andre marcaria um minuto depois, abrindo o marcador para os de Forjães. Magalhães , de cabeça, envia a bola á trave da baliza de Fabio. Nesta altura, o Forjães estava bem melhor na partida, somando inumeras faltas de resultavam em bolas perigosas , mas a eficacia não correspondia em numeros. Aos 75 minutos, Reko centra para o golo Magalhães. Faltavam ainda quinze minutos, e os homens da casa acreditavam que era possivel. Aos quarenta minutos, um desentendimento entre Luis Salgueiro e Jorge Fonseca gera uma confusão geral, de onde sairam expulsos o ninense Emerson e o forjanense Carlos. Ainda assim, o Forjães reduziu para a diferença minima á entrada para os descontos por intermedio de Tiago Lopes. Os momentos finais foram emotivos, mas o Ninense chegaria ao golo por intermedio de Jorge Fonseca. O jovem jogador carimbou o seu regresso  aos relvados após longa ausencia por lesão , e sentenciou o marcador final de cinco a três, após passe de Nelson Oliveira. 
O apito final soou logo de seguida, com o triunfo dos ninenses. 
Se é verdade que o Forjães tudo tentou para retificar a palida imagem deixada no primeiro tempo, acabou por ganhar a equipa que melhor capitalizou os erros adversarios,  tal como deixado na opinião de ambos os tecnicos no final da partida. 
Jorge Fonseca entrou para marcar o golo da tranquilidade
" Quem entra a perder por três zero na partida aos vinte minutos , acontece por cometermos erros , e quando se comete erros como foi o caso, temos sempre dificuldades em remar contra a maré. Mesmo assim, na segunda parte tivemos uma atitude excelente, onde podiamos muito bem ter chegado ao empate face ás muitas oportunidades de golo que tivemos. Não as concretizamos, e o futebol é assim mesmo. Por outro lado, hoje o Sr. Pedro Assis, pelo qual até tenho muita consideração, não esteve nos seus dias. Deixou que o jogo se tornasse um tanto quezilento e em decisões em faltas e lances a nosso favor que poderiam ter outro sentido. Mesmo assim, três boas equipas em campo, a nossa equipa demonstrou na segunda parte o que é,  na primeira cometemos alguns erros  que se pagam caro" 
Pereira, Treinador-Adjunto Forjaes .

" Pedi aos meus jogadores para terem uma atitude de dignidade, humildade e trabalho, e para entrarem com determinação de vencer, de forma a podermos arrecadar os três pontos. Eles cumpriram na primeira parte , fazendo um belissimo primeiro tempo, taticamente perfeitos,  e conseguindo fazer quatro golos de belo efeito.  Na segunda parte, a guerra do costume entre treinador e jogadores . Manter a concentração, não facilitar , evitar faltas desnecessarias, e acabamos por fazer o contrario, também por algumas limitações no plantel , com castigos e lesões. De qualquer maneira , tambem tenho que dar os parabens ao Forjães pela segunda parte, mas nós também tivemos algum demerito da forma como conseguiram os golos. Mas no compito geral , acaba por ser uma vitoria boa "
Jose Rego, treinador do Ninense 

Ficha de jogo

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Estadio Horacio Queirós em Forjães 

Forjaes 3 AD Ninense 5 

Arbitro: Joao Pedro Assis auxiliado por Ricardo Antunes e Dany Oliveira 

Pelo Forjães jogaram: Naifas, Magalhães, Carlos, Oscar, Salgueiro, Pedro José, Postiga, Tiago Lopes, Reko, Alenitchev e Joao André. 
Treinador: Jó Faria 

Pelo Ninense jogaram: Fabio, Barroso, Emerson, China, André Araujo, Cesario, Venú, Mauricio, Nelson Oliveira, Christophe (Campos 45 m) e Tó Barbosa (Jorge Fonseca 73 m). 
Treinador : Jose Rego

Marcador: (Mauricio 2 m), China ( 25 m), Christophe (29 m), Tó Barbosa (39 m), Joao Andre ( 54 m), Magalhaes (75 m), Tiago Lopes (87 m), Jorge Fonseca (90 + 3m). 

Disciplina: Amarelos: Postiga (36 m), Gaby (77 m). Vermelhos: Emerson e Carlos (diretos aos 84 m).

Sem comentários:

Publicar um comentário