domingo, 10 de abril de 2016

Descontos fatais para o Prado permitiram reviravolta ninense



Capitão ninense China sob o olhar atento do ex-ninense Bruno Silva
A perder desde o primeiro tempo, ninenses  carimbaram a vitoria já nos descontos da partida , com David e Campos a serem os obreiros da reviravolta. 

O Prado hipotecou praticamente as hipoteses da manutenção na Pro-Nacional, ao perder este Domingo por dois golos a um no terreno do Ninense. 
A equipa de Prado entrou pressionante e Cerqueira logo aos quatro minutos, cabeceou ao lado da baliza de Andre Ferreira. A resposta dos comandados de Jose Rego chegou á passagem do quarto de hora, com Mauricio a rematar ao poste da baliza de Miguel. Venú tentou a meia distancia, mas Miguel segurou bem. Do outro lado , o mais inconformado era Bruno Silva , que por duas vezes pôs  á prova os reflexos de Andre Ferreira, primeiro num remate de fora da area e depois na sequencia de um canto. Já perto do intervalo , o Prado chegaria á vantagem através de um livre direto frontal superiormente marcado por Cardoso.
Jose Rego pediu mais aos seus pupilos durante o intervalo, e o Ninense reentrou em campo com nova alma. 
Jogo aereo dominou os noventa minutos
Cristophe daria o seu lugar a Martins, e os de Nine passaram a jogar instalados no meio campo visitante. 
Ainda assim, seria o Prado a ter a primeira chance de golo , com Cerqueira, novamente de livre, a levar a bola ao poste de Andre Ferreira.
Ao quarto de hora, Barroso aparece em boa posição na area, mas remata por cima. Seguiu-se Nelson Oliveira, que por pouco encostava a bola para a baliza, após bom centro do regressado David. Manel, do lado dos visitantes , saíria por lesão dando o seu lugar a Andre. Pouco depois , nova jogada de perigo, mas as cabeçada do Ninense Nelson Oliveira saiu á figura de Miguel. Pinheiro , central ninense, deu o mote aos colegas e subiu por duas vezes á area visitante, tentando o remate de meia distancia, mas o esferico saiu por cima. Aos trinta minutos, Miguel brilha com a defesa da tarde, após remate de Nelson Oliveira. 
O Ninense estava por cima do jogo, e Jose Rego aposta tudo em campo, com as entradas de Luis Tiago e Campos. O Prado tentava congelar a partida, mas os ninenses , inconformados com o resultado, acabaram por protagonizar a reviravolta no marcador, já o juiz da partida  tinha assinalado os cinco minutos de compensação. 
David carimbou regresso á competição com um golo e boa exibição
Primeiro foi David quem empatou , num centro bombeado para a area onde Miguel falhou a abordagem ao lance e permitiu a bola entrar em que ninguem lhe tivesse tocado. Perturbados pelo golo em tempo extra, o Prado sofreria mesmo o segundo, com uma bola perdida na area pradense , e Campos a rematar com potencia á meia volta com a bola a somente parar no fundo das redes de Miguel.
O apito final soaria pouco depois, com os Pradenses ainda incredulos como haviam deixado escapar os pontos da partida .  O trio de arbitragem liderado pelo jovem Ulisses Costa rubricou um trabalho positivo gerindo de forma discreta (apenas seis amarelos ), num jogo sem casos a assinalar. 
No final do encontro, Jose Rego falou de uma mudança de comportamento ao intervalo que catapultou o Ninense para a vitoria. Já Zequinha era o rosto da desilusão pela inesperada derrota , assumindo que será muito dificil a permanencia nesta divisão. 
Campos foi muito saudado pelo golo da vitoria

"Quando não se entra com determinação e atitude competitiva e não se respeita o adversario como merecem, acontecem estas situações. Valeu pela vitoria. Em termos de jogo, a primeira parte temos sempre alguma dificuldade perante estas equipas. O Prado foi um adversario digno e humilde , fez o seu jogo e tentou sempre criar-nos dificuldades. Depois a nossa equipa ao intervalo mudou o seu comportamento, tivemos algumas movimentações interessantes, e acabamos por arrancar uma vitoria que foi sofrida sem necessidade alguma . Vamos trabalhar jogo a jogo. Mantendo uma boa conduta, mostrando orgulho da equipa que representamos, podemos pensar em ganhar os restantes jogos da prova. Temos plantel e grupo para ganharmos os cinco jogos que faltam, mas vamos andando passo a passo"
Jose Rego, tecnico do Ninense 

"Quem assistiu ao jogo, e foi embora aos noventa e um minutos , não acredita que perdemos o jogo. Obrigamos o Nine a jogar de uma forma que não gosta, metendo bolas em cima diretas, que foi ai onde criou algum perigo, acabando por chegar ao golo dessa forma. Acho que foi mais demerito da nossa parte , mas o futebol é isto . Não marcas, acabas por sofrer de forma estranha , e perdes. A jogar desta maneira e da forma como sofremos golos , não há pessoa que resista a uma coisa destas. Foram golos estranhos, já não estou habituado a ver disto, mas futebol é isto. Até ao lavar dos cestos é vindima, acreditamos sempre, mas temos de ser realistas. Como esta derrota , praticamente hipotecamos as hipoteses da permanencia nesta divisão. São muitos jogos que estamos a vencer até aos descontos , foi o caso em Santa Eulalia, foi com o Taipas em casa, foi o caso hoje, e acabamos por ser penalizados de forma muito grave, por vezes sem pontos. " 
Zequinha, tecnico do Prado 

Ficha do Jogo 

Campeonato Pro-Nacional AF BRAGA 

Complexo Desportivo de Nine 

AD NINENSE 2   GD PRADO 1 

Arbitro : Ulisses Costa auxiliado por David Macedo e Tiago Cepa 

Pelo Ninense jogaram: Andre Ferreira, China, Pinheiro, Barroso ( Campos 85 m), David, Cesario, Nelson Oliveira, Venú, Christophe (Martins 54 m), Mauricio (Luis Tiago 82 m) e Tó Barbosa .
Treinador : Jose Rego 

Pelo Prado jogaram: Miguel, Celso, Pedro Costa, Febras, Manel (Andre 66 m), Cerqueira (Alexis 76 m), Bruno Silva, Vitor, Cardoso, Rogerio (Roger 90 m) e Duarte. 
Treinador: Zequinha 

Disciplina : Amarelos: Cesario (39 m), China ( 50 m), Pinheiro (50 m), Febras ( 69 m), Miguel ( 70 m), Rogerio ( 78 m).

Sem comentários:

Publicar um comentário