segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Ecos da Imprensa sobre a vitoria frente ao Terras de Bouro



In " Diário do Minho”

“AD NINENSE relança candidatura á subida “

“ Cadete , com uma bomba, inaugurou o marcador”

“ Na primeira parte , não estivemos ao nível que costumamos estar. Entramos algo nervosos e não entendo porquê. O Ninense, pelo contrario, entrou muito bem , e poderia ter marcado na primeira jogada . Na segunda parte estávamos melhor no jogo , quando acontece o segundo golo do ninense que é precedido por uma mão do jogador do Ninense. Isso enervou a minha equipa, e o jogo ficou um bocado sentenciado. Mas por aquilo que as duas equipas produziram, o Ninense venceu com alguma justiça”
Joao Salgueiro , treinador do Terras Bouro

“ Foi uma vitoria justíssima da nossa equipa. Entramos bem no jogo e dispusemos de varias oportunidades para marcar cedo. O Ninense está na luta pela melhor classificação possível”
China, Capitão do Ninense


In "Correio do Minho"

“TRIUNFO EM CRESPOS sobre o Terras de Bouro vale ao Ninense a subida do quinto para o terceiro lugar da Pró Nacional da AF Braga.”

“O jogo entre Terras de Bouro e Ninense foi, sob o ponto de vista disciplinar, quase sempre exemplar. Já o jogo ia com quase uma hora quando o árbitro exibiu o primeiro amarelo. As hostes do Terras de Bouro suportaram com fair-play o primeiro golo da equipa visitante. Mas reagiram mal ao segundo, alegando uma mão de um atacante do Ninense. Desde aquele momento, viu-se alterada a atitude da equipa da casa, até que, nos minutos finais, com mais cartões, dois vermelhos, a situação complicou-se. Por fim, João Salgueiro cumprimentou o árbitro.”

“Entrámos nervosos e o Ninense, com uma boa entrada no jogo, podia logo na primeira jogada ter feito golo. Teve dez ou quinze minutos por cima do jogo. Depois, quando o jogo estava dividido, levámos um golo numa saída do guarda-redes que nos perturbou um pouco. Na segunda parte, estávamos melhor e acontece o segundo golo com uma mão do jogador do Ninense. Foi pena o nosso golo ter vindo já tardio”
Joao Salgueiro , treinador do Terras Bouro

“Foi uma vitória justíssima da nossa equipa. Nós entrámos muito bem no jogo. Tivemos várias oportunidades para marcar muito cedo. Chegámos ao golo a meio da primeira parte e o resultado, por essa altura, era completamente justo. O Terras de Bouro nunca nos conseguiu incomodar muito. O Ninense está na luta pela melhor classificação possível, tentar ganhar jogo a jogo”.
China , capitão do Ninense

In " Desportivo Vale do Homem" 

“ Na primeira parte não estivemos ao nível que costumamos estar. Entramos algo nervosos e não entendo porquê. Ao contrário, O Ninense entrou bem e podia ter marcado logo na primeira jogada do jogo. Depois esteve 10 a 15 minutos por cima e quando o jogo estava mais dividido sofremos um golo que nos perturbou um pouco. Na segunda parte tentamos retificar algumas coisas e estávamos melhor no jogo quando acontece o lance do segundo golo que é precedido por uma mão do jogador do Ninense. Isso ainda enervou mais a minha equipa e o jogo ficou um pouco sentenciado. Foi pena o nosso golo chegar um pouco tardio porque ainda podia ter relançado o jogo. Mas por aquilo que as duas equipas fizeram,  não é menosprezo para mim dizer que o Ninense venceu com alguma justiça “

Joao Salgueiro , treinador do Terras Bouro 

Sem comentários:

Publicar um comentário