sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Ecos na Imprensa



A boa campanha dos Seniores do Ninense não tem passado despercebida nos órgãos de comunicação social da região, sendo que esta semana foi dado amplo destaque ao desempenho dos comandados de João Salgueiro.
Em entrevista ao jornal “Opinião Publica” , o jornal gratuito com maior expressão no distrito de Braga e ao Diário do Minho, o técnico barcelense fala, ainda que em entrevistas distintas, do momento actual da equipa, fazendo ao mesmo tempo um balanço do que tem sido este arranque de campeonato.

“Toda a gente sabe que em futebol o que dá confiança são as vitórias; penso que a nossa entrada na Taça AF BRAGA ao vencer em S.Cosme por quatro a zero nos deu essa confiança. Depois entramos bem no campeonato e temos realizado boas partidas com alguma superioridade sobre o adversário”, sustenta o técnico.  João Salgueiro refere ainda que “o plantel é curto, mas que a equipa é bem organizada, já que apesar de contarmos com 19 jogadores no grupo , o Ninense optou por manter a base da equipa da época passada, e retocando o plantel com jogadores que pudessem acrescentar alguma coisa. Preferimos qualidade em detrimento da quantidade”, acrescenta o treinador.

No entanto, João Salgueiro, profundo conhecedor desta divisão de do futebol regional lança o aviso ao grupo de trabalho: “ É importante estar com os pés bem assentes na terra; gerir o sucesso é tão ou mais difícil que gerir o insucesso, e nada ainda está ganho, pelo que é preciso continuar a trabalhar; agora toda a gente nos quer ganhar, e sabemos que vamos ter de dar o nosso melhor e o máximo, porque é assim que se conseguem vitorias atrás de vitorias; todos nos colocam como uma equipa aparte das outras, mas não podemos adormecer á sombra da bananeira”, termina o técnico.

Próximo desafio é no terreno do “lanterna vermelha” Palmeiras

O próximo desafio é sempre o mais importante, e a deslocação a Palmeira este domingo não é excepção; o jogo será encarado seguramente como mais uma final e o favoritismo atribuído aos famalicenses tem de ser manifestado dentro das quatro linhas.

Em entrevista ao Correio do Minho e Diário do Minho nas edições de hoje, Rui Teixeira, técnico do Palmeiras lança criticas ás equipas de arbitragem que têm sido destacadas para apitar os últimos jogos do Palmeiras, queixando-se, ao mesmo tempo, dos condicionalismos que têm existido no plantel sénior deste ano. Ao Correio do Minho, o técnico refere que “tem apenas doze atletas disponíveis na recepção ao Ninense, sendo que dois são guarda-redes, já que temos três lesionados e um jogador suspenso no seguimento da ultima partida do campeonato”.

O mote está lançado, o favoritismo dado pelo adversário, mas excesso de confiança é algo que passa ao lado do grupo de trabalho em Nine. É nesses exemplos e em tantos outros que este grupo se une, sabendo que apenas com a nossa atitude e a humildade, bem como o respeito pelo adversário levarão de vencida as equipas contrárias, e como refere o treinador João Salgueiro, “todos querem ser os primeiros a nos ganhar, e isso dá motivação extra ás outras equipas; quando esse dia chegar, que seja por mérito do adversário”.

Sem comentários:

Publicar um comentário