sábado, 28 de março de 2015

Juniores batem Cavalões e lideram classificação




Juniores do Ninense continuam na senda das vitorias, vencendo o Cavalões por tres golos a dois.

Mais uma jornada passada, mais um jogo decisivo ganho, agora que faltam somente quatro jogos para o termino do campeonato. 
Tratava-se de um jogo de capital importancia e desde cedo se percebeu que ambas as equipas vinham dispostas a lutar pelos tres pontos. O jogo começou algo calculista, com os conjuntos a arriscarem pouco, e a procurar o erro do adversario. Aos vinte minutos, Diogo Matos rouba uma bola ao lateral do Cavalões e corre á linha, centrando milimetricamente para Filipe , que enche o pé de primeira e arranca um grande golo. 
A reação do Cavalões foi-se sentindo , com a equipa á procura do golo do empate, que acabaria por acontecer , tambem fruto de uma falha defensiva, desta feita no outro lado do campo. 
O intervalo espelhava bem o equilibrio das duas equipas. Rui Teixeira, tecnico ninense, puxou as orelhas aos jogadores , o que catapultou a equipa para uma grande segunda parte. 
O golo do Ninense adivinhava-se. Navio , de livre direto , esbarra a bola no travessão do guardião forasteiro. Pouco depois, o golo de Jorge Fonseca, um hino ao futebol. Livre frontal cobrado de forma curta, e o centro-campista ninense a rematar forte e colocado a uns bons trinta metros da baliza, com a bola a só parar depois de beijar as redes dos visitantes. 

Apesar de algum dominio ninense, seria o Cavalões a empatar a partida novamente, através de grande penalidade.  Tentativa de alivio de uma bola na area ninense , acabou num pontape do jogador ninense no adversario e respectiva falta maxima. 
Pouco depois , um dos momentos do jogo. Jorge Fonseca, que até então cotava-se como um dos melhores em campo, tem de ser substituido por lesão, entrando para o seu lugar  Carlinhos.
Substituição acertiva do tecnico ninense, já que volvidos cinco minutos, Carlinhos marcaria para o Ninense , na sequencia de um canto.  

A vantagem ninense não mais se esfumaria até final da partida, num jogo onde a vitoria assenta bem aos comandados de Rui Teixeira , em especial pela segunda parte . 
No final da partida , muitos protestos dos visitantes contra o trio de arbitragem , liderado por Jorge Alvim, levaram á expulsão de um jogador visitante.  Filipe, avançado do Ninense, seria tambem expulso já depois do termino da partida, ao responder ás provocações dos jogadores visitantes. 
Há que mencionar que foi um jogo equilibrado ,com duas partes distintas e onde o trio de arbitragem em nada teve influencia no resultado final, podendo os visitantes queixarem-se em causa propria pelos erros cometidos, que lideraram á derrota.


Sem comentários:

Publicar um comentário