sábado, 7 de março de 2015

Juvenis continuam a senda das vitorias

Marco Amorim correu, defendeu , atacou e marcou o golo inaugural

 Juvenis receberam e bateram o Lousado por dois golos a um. Marco Amorim foi o homem do jogo, onde tambem brilhou Mauro Faria entre os postes da baliza ninense.


O jogo começou demasiado pausado, com ambas as equipas a estranharem um atipico calor primaveril que se fez sentir este Sabado em Nine.  O Lousado dispôs de uma grande oportunidade para abrir o marcador, mas Mauro Faria defendeu para canto. Na resposta, o Ninense chega ao golo por intemedio de Marco Amorim. Rapido contra-golpe da equipa famalicense, e o jogador ninense a fuzilar as redes dos visitantes. 
Simão tentou sempre servir os colegas da frente atacante
O Ninense até poderia ter ampliado a vantagem , mas Pedro Oliveira chutou nas orelhas da bola, após bom centro de Simão. O tecnico Claudio Araujo tinha perdido Andre , que se lesionou nos minutos iniciais da partida, e a equipa pareceu ficar orfã no seu meio campo, com Marco Amorim a ser chamado a intervir, cotando-se como dos melhores em campo. No segundo tempo, o ritmo pouco acelerou, com as equipas pouco objectivas. Alessandro e Pedro Fernandes falhariam o golo da tranquilidade. 
 Pelo meio, o guardião ninense Mauro Faria era chamado a intervir , com um punhado de boas defesas.  Claudio Araujo jogou as ultimas cartadas com as entradas de Felix e Veiga e acabou premiado. Poucos minutos após ter entrado, Veiga aproveitou uma hesitação entre a defesa do Lousado, e com um toque subtil faria o segundo.  
Golo da tranquilidade ninense surgiu dos pés de Veiga
 Este golo acabaria por ser precioso, já que no ultimo minuto do desafio o Lousado chegaria ao tento de honra, fixando o resultado final em dois a um. 
Este terá sido , porventura , um dos piores jogos dos Juvenis esta temporada. No entanto, estes miudos já tem maturidade suficiente para saber que por vezes o objectivo final dos pontos nem sempre significam necessariamente boas exibições.
Assalto á baliza do LOUSADO foi uma constante 

Sem comentários:

Publicar um comentário